Breno Sidoti vence a XI Copa América de Ciclismo

Breno Sidoti comemora o título da XI Copa América de Ciclismo  / Foto: Sérgio Shibuya/MBraga ComunicaçãoBreno Sidoti comemora o título da XI Copa América de Ciclismo / Foto: Sérgio Shibuya/MBraga ComunicaçãoSão Paulo - O paulista Breno Sidoti, da Funvic/Marcondes César/Gelog/Taruma/ Pindamonhangaba (SP), conquistou neste domingo, em Interlagos, a vitória na XI Copa América de Ciclismo/Desafio Internacional de Ciclismo, com o tempo de 2h02min13seg e uma vantagem de mais de 29 segundos para o segundo colocado.

Com um escapada sensacional na 15a volta e grande preparo físico, o ciclista colocou seu nome na lista de vencedores da prova, considerada uma das mais importantes do calendário. Em segundo ficou seu companheiro de equipe, Roberto Silva, com o tempo de 2h02min42seg, enquanto Jean Coloca, da São José dos Campos/ Cannondale, cruzou em terceiro, 2h02min43seg.

No feminino, que reuniu 42 atletas e cumpriu seis voltas, a vitória foi da ciclista Janildes Fernandes, atleta goiana que defende a equipe São José dos Campos/Cannondale. Ela garantiu o tricampeonato da competição com o tempo de 46min38seg705, enquanto Valquíria Pardial, da Funvic/Marcondes Cesar/Taruma/Pindamonhangaba ficou em segundo, 46min38seg817, e Luciane Ferreira da Silva, também de Pinda, ficou em terceiro, 46min39seg900.

Na manhã deste domingo, em Interlagos, os melhores ciclistas do país, e destaques do exterior, marcaram presença na Copa América de Ciclismo, válida pelo ranking nacional da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Com temperatura na casa dos 27 graus, e umidade do ar em 53%, os atletas enfrentaram os desafios do circuito invertido (sentido horário) do Autódromo Internacional José Carlos Pace, uma novidade desta edição e que exigiu muito dos competidores.

A prova foi marcada pela muitas trocas de posições e os ciclistas se revezaram na liderança da disputa. Passado pouco mais da metade da disputa, dez atletas estavam no pelotão da frente, com uma diferença de mais ou menos 12 segundos, a 100 metros de distância do segundo grupo. Na abertura da 11ª volta, o pelotão era liderado por Breno Sidoti, mas vinha seguido de perto por outros nove ciclistas.

Na 15a volta, ele passou a impor um ritmo forte e acelerou em busca de sua primeira vitória. O paulista conseguiu a cada volta ampliar a distância para os concorrentes, e não saiu mais da primeira posição, administrando bem a vantagem para os demais ciclistas, e com soberania venceu a Copa América de Ciclismo/Desafio Internacional de Ciclismo, prova que abriu o calendário 2011.

Aos 27 anos, Breno comemorou bastante a vitória. "Foi uma estratégia que ficou decidida durante a corrida. Eu estava trabalhando para o Roberto (da Silva, companheiro de equipe), mas como andei sempre na frente, acelerei e aproveitei o momento. A prova exigiu bastante, mas eu me preparei bem, e a perna está toda dolorida, mas esse é o gosto da vitória", comemorou. "Consegui impor um bom ritmo, e vim acelerando e administrando a vantagem para vencer. Estou muito feliz e dedico esse momento à minha mãe e minha família, que são meus maiores fãs", finalizou o paulista que atua como passista (fundista), cuja principal característica é justamente manter o mesmo ritmo por muito tempo.

Feminino

As meninas também acabaram sentindo a mudança do sentido da Copa América deste ano. Tanto assim, que a briga pelo primeiro lugar foi bastante acirrada e definida apenas no sprint. E coube à Janildes Fernandes, atual campeã brasileira de estrada, o lugar mais alto do pódio, superando Valquíria Pardial a poucos metros da linha de chegada. Foi a terceira conquista da atleta na competição e a segunda em pouco menos de um mês, já que ela também foi a campeã da Copa da República, disputa realizada no dia 19 de dezembro, em Brasília (DF).

"Foi uma prova muito dura, pois com a mudança no circuito a chegada ficou logo depois da subida. Mas valeu pelo resultado, que mostra que estou em um bom momento e pronta para brigar por uma vaga nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012", declarou a tricampeã.

Resultados

Masculino (20 voltas)
1o) Breno Sidoti (BRA), 2h02min13seg412;
2o) Roberto Pinheiro da Silva (BRA), 2h02min42seg903;
3o) Jean Coloca (BRA), 2h02min43seg030;
4o) José Eriberto Filho (BRA), 2h02min43seg913;
5o) Lauro Cesar Chaman (BRA), 2h02min44seg259

Feminino (6 voltas)
1a) Janildes Fernandes (BRA), 4638seg705;
2a) Valquíria Pardial (BRA), 46min38seg817
3a) Luciene Ferreira da Silva (BRA), 46min39seg900;
4a) Natalia Lima (BRA), 46min40seg047
5a) Uênia Fernanda (BRA), 46min41seg529

Hand Cycle (duas voltas)
1o) Fernanda Aranha Rocha (BRA), 22min15seg
2o) Carlos Eduardo da Camara (BRA), 23min11seg
3o) Rafael Rodrigues - s/ tempo