Suíço leva título e brasileiro se mantém no Top 3 da Copa do Mundo

Nino Schurter consegue superar os problemas na bike para chegar no Top 10 e garantir o seu sexto título da Copa do Mundo / Foto: Bartek Wolinski/Red Bull Content PoolNino Schurter consegue superar os problemas na bike para chegar no Top 10 e garantir o seu sexto título da Copa do Mundo / Foto: Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool

Canadá - Em prova que contou com pneu furado, corrente quebrada e muitas quedas no pelotão dianteiro, Mont Sainte-Anne, no Canadá, fez jus à fama e à tradição que o circuito carrega e proporcionou uma corrida emocionante no último domingo (12). 
 
No calor do verão, as subidas íngremes e as descidas técnicas desafiaram até os ciclistas mais experientes, abrindo espaço para um vencedor inédito, o suíço Mathias Flueckiger, com o tempo de 1h27m26s, seguido pelo italiano Gerhard Kerschbaumer e pelo francês Titouan Carod. O também suíço Nino Shurter levou o título de campeão do mundo pela sexta vez após cruzar a linha de chegada na sétima colocação, duas posições à frente do brasileiro Henrique Avancini. Mesmo sem o pódio, o atleta fluminense segue firme no Top 3 do ranking geral.
 
Na corrida, Avancini assumiu a liderança logo na largada, mesmo sabendo que Mont Saint-Anne seria o percurso mais difícil da temporada para suas características, e carregou o pelotão durante toda a primeira volta.
 
“Como eu já sabia antes da prova, esse é o circuito mais desafiador para mim. É composto por muitas sessões lentas, sempre muito vertical, tanto nas subidas quanto nas descidas. Era um desafio que precisava enfrentar para ver como eu estava nessas situações. Acho que cresci bastante. Minha forma está muito boa. Tiro boas lições e sigo em frente para os próximos grandes objetivos da temporada, pois o trabalho que venho fazendo está muito bom. Acredito que os melhores momentos ainda estejam por vir”, afirmou o brasileiro.
 
Com o resultado, o atleta fluminense ficou somente 19 pontos atrás do holandês Mathieu Van der Poel no ranking geral, após um nono lugar no cross country olímpico e uma bela segunda colocação no short track de sexta-feira (10). Já a lenda-viva Nino Schurter, mesmo com uma corrente quebrada e o pneu traseiro furado, sagrou-se campeão antecipado da Copa do Mundo.
 
“Foi tudo muito estressante desde o início. Quebrei minha corrente e ainda fiquei bem feliz com minha performance. É um grande desafio hoje em dia, pois há jovens pilotos pedalando forte”, analisou o suíço. 
 
Outros atletas brasileiros também estiveram presentes na prova canadense. Entre os homens, Luiz Cocuzzi terminou em 39º. Já no feminino, dominado pela suíça Jolanda Neff, a mineira Jaqueline Mourão chegou na 22ª colocação depois de uma corrida de recuperação.
 
A Copa do Mundo UCI de Mountain Bike volta no dia 24 de agosto, em La Bresse, na França. O público brasileiro poderá acompanhar as provas de XCC e XCO ao vivo e em português, na Red Bull TV.
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook