Prefeitura de Caieiras tranca velódromo e provoca protesto

A pacata Barão de Melgaço foi palco no último final de semana do 1º GP Barão de Melgaçode Ciclismo / Foto: Divulgação  A pacata Barão de Melgaço foi palco no último final de semana do 1º GP Barão de Melgaçode Ciclismo / Foto: Divulgação São Paulo - Uma decisão da Prefeitura de Caieiras promete agitar o ciclismo neste sábado. Impedidos de utilizar o Velódromo da cidade durante a semana, alguns atletas decidiram protestar contra a atitude do município com uma reunião a partir das 9h30, em frente à pista.

O Velódromo Municipal de Caieiras é administrado pela prefeitura e pela Federação Paulista de Ciclismo. A entidade, aliás, tem um contrato até 2013, renovável por mais dez anos, o que garante todo o trabalho de preparação de atletas para competições nacionais e internacionais, além da escolinha para os mais jovens.

Na quarta-feira passada, quando se dirigiam para o treino diário, os atletas foram surpreendidos com um cadeado no portão de acesso, substituindo a trava da FPC. Diante disso, o ciclista Alexandre procurou a Secretaria de Esportes do município, que respondeu que os planos são tornar o projeto ainda mais social, destacando que a Federação continuaria coordenando. O fechamento foi feito "para avaliar a situação". Diante disso, foi solicitado um ofício para a utilização, incluindo os nomes dos ciclistas que poderiam treinar. O ofício foi obtido e, mesmo assim, não foi liberado o acesso aos atletas.

"Diante disso, decidimos fazer este protesto e mostrar nossa indignação com a atitude. Estamos convocando todos os ciclistas para este protesto de sábado", explica Alexandre. A pista de Caieiras tem 250m, é a mesma distância usada nos velódromos olímpicos.