Equipe SER Glass conta com Trajano Kelmer na disputa da Copa Suzuki Jimny

SER Glass busca título brasileiro de HPE em 2013 / Foto: Aline Bassi/Balaio SER Glass busca título brasileiro de HPE em 2013 / Foto: Aline Bassi/Balaio

São Paulo - A equipe SER Glass de HPE vai estrear na temporada 2013 com um velho conhecido entre os tripulantes. Trajano Kelmer está de volta às águas, após um período de três anos vivendo entre aviões, para comandar o SER Glass 10 Anos, na primeira etapa da Copa Suzuki Jimny, em Ilhabela, a partir do dia 13. A seu lado, estarão Júlio Cechetto e Alexandre Wissenbach, com quem já havia velejado na classe Carabelli 53, e Wagner Bojlesen.
 
"No início do ano, o Júlio me convidou para uma regata, e a vontade de velejar voltou. Foi só sentar na frente do leme", conta Trajano, bem-humorado. Traja, como é mais conhecido, passou boa parte da vida se dividindo entre o céu e o mar. A paixão pelos aviões se transformou em trabalho logo cedo. "Quando moleque, fui mecânico de aviões em várias empresas, como a Varig", lembra. Mas foi na vela que Trajano se destacou, chegando ao pódio nas principais competições brasileiras, em categorias como Multimar 30, RGS, Carabelli 32 e 53.
 
O velejador só deixou as competições em 2009, quando, disputando uma regata a bordo do barco Montecristo com Júlio Cechetto e Alexandre Wissenbach, sofreu uma lesão na região lombar da coluna. Fora d’água, passou a construir aviões e ganhou uma bagagem que agora o acompanha no retorno às disputas em oceano.
 
"Barco é um avião com metade dentro da água. Tanto que um piloto de avião não tem tanta dificuldade em manejar um barco. Ele já chega com o conhecimento dos ventos. E a HPE é uma classe desafiante, porque os barcos são iguais, então a tática se torna mais importante", explica. Trajano diz ainda que vai de avião do Campo de Marte, em São Paulo, para Ilhabela, onde a equipe treina para a Copa Suzuki Jimny, com os outros tripulantes de carona. E planeja levar outros pilotos de avião para conhecer o barco. "Quem sabe algum deles não se contamina também com a vontade de velejar."
 
SER Glass Eternity também tem mudanças - Comandado por Marcelo Bellotti, que também já velejou com Trajano Kelmer, o SER Glass Eternity treina em busca de velocidade para a primeira etapa da Copa Suzuki Jimny, em Ilhabela. A base da tripulação segue a mesma, mas terá algumas trocas de posição dentro do barco. Diogo Aguiar passará a trimar a vela mestra. Em seu lugar, na proa, entrará um novo tripulante ainda não definido. Duda Molina trocará a vela mestra pela Genoa e a gestão de manobras. O barco contará ainda com um novo integrante, Hélio Rubens Mateus. Na chefia geral da equipe está Amadeu Bueno, enquanto Wallace Attie é o técnico.
 
O SER Glass Eternity, vice-campeão da Copa Suzuki Jimny em seu ano de estreia, em 2012, foi o único a conquistar o pódio em todas as etapas da competição. Nesta temporada, o objetivo é o título do Campeonato Brasileiro de HPE, em maio. "Mostramos que podemos brigar de igual para igual com as outras equipes e vamos continuar na disputa pela ponta das regatas. Estamos prontos para brilhar", destaca Bellotti.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook