Sophia Medina é o destaque no primeiro dia do Hang Loose Surf Attack

Sophia Medina é o destaque no primeiro dia do Hang Loose Surf Attack em Guarujá / Foto: Munir el HageSophia Medina é o destaque no primeiro dia do Hang Loose Surf Attack em Guarujá / Foto: Munir el Hage

Guarujá - Sophia Medina foi o grande destaque no primeiro dia de disputas da 3ª etapa do Hang Loose Surf Attack, nesta sexta-feira (28), na Praia do Tombo, em Guarujá. A surfista de São Sebastião, irmã caçula do primeiro brasileiro campeão mundial de surf, Gabriel Medina, garantiu a maior nota entre todas as categorias, 8,25 e também a maior somatória, 15 pontos, de 20 possíveis, e ficou mais próxima do inédito título da categoria feminina sub16, criada este ano no tradicional campeonato responsável por revelar grandes nomes do surf nacional como Gabriel Medina, Adriano de Souza e Filipe Toledo, entre outros.
 
Ao sair do mar, Sophia mostrou felicidade com a performance nas pequenas ondas de meio metro. “Fazia tempo que eu não competia tão bem assim”, confessou a atleta de 13 anos, vencedora das duas primeiras etapas. “A onda foi muito boa, foi como nos treinos. E agora troquei de prancha e está bem rápida na marola. Essa ondinha está a minha cara (risos)”, comentou a atleta, que está a duas baterias de poder confirmar o título.
 
“Eu vou me esforçar ao máximo para poder ganhar e é o meu maior objetivo. Eu treinei muito para esse título, me esforcei muito. Não sei o que vai ser, mas vou me esforçar o máximo para ser campeã. Vai ser muito importante se eu ganhar esse campeonato e estou aqui para isso”, acrescentou Sophia, sabendo que seu irmão começou a se destacar nas competições também no Hang Loose Surf Attack, ainda na categoria sub14, com o título em 2007. 
 
Na sub10, o paranaense Anuar Chiah, também vitorioso das duas etapas iniciais, segue na disputa. Kailani Rennó, de Ubatuba, atual vice-líder do ranking, garantiu a melhor apresentação, somando 13,90 pontos. Na sub12, Ryan Kainalo, de Ubatuba, mais um atleta com 100% de aproveitamento, também está classificado e a melhor performance ficou com Guilherme Fernandes, de São Sebastião. 
 
O mesmo Ryan chegou ao Guarujá como líder na disputa acima, a sub14, mas acabou fora do evento, depois de cometer uma interferência. Quem se beneficiou foi Caio Costa, de São Sebastião, que avançou na etapa e assumiu a liderança momentânea do ranking. Quem teve a melhor somatória na categoria foi Gabriel Klaussner, de Ubatuba, com 14,25. 
 
Além dos atletas na ponta, o evento conta com destaques como o pequeno Keoni Rennó, de Ubatuba, com apenas seis anos de idade, o mais novo entre todos, e que se classificou para a semifinal da sub10, na mesma bateria que seu irmão mais velho, Kailani, de nove anos. Quem também chamou a atenção foi Carol Bastides, de Praia Grande, que apesar de não avançar, competiu na feminina e na sub10. Outra menina que se aventurou na disputa masculina foi Natalia Gerena, de Ilha Comprida, indo até o round 2 da sub10. 
 
Fora do mar, a garotada se divertiu muito com as várias atrações nas tendas da Hang Loose ao lado do palanque, como ping pong, pebolim, gincanas, brincadeiras e a pintura de pranchas com o artista Jefinho. A competição segue neste sábado, a partir das 8 horas, com as disputas dos mais velhos da sub16 e da sub18. No domingo, o evento recomeça às 8h, com as finais a partir do meio-dia. Todas as baterias estão sendo transmitidas ao vivo pela internet, no link http://www.fpsurf.com.br/eventos/18/hla/hla03/aovivo3.php.
 
Veja Também: 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook