Doda Miranda triunfa no Grand Prix Equidia na 7ª Etapa do Global Champions Tour

Doda ergue sua merecida champangne em Chantilly / Foto:  Stefano Grasso / GCTDoda ergue sua merecida champangne em Chantilly / Foto: Stefano Grasso / GCTFrança - Os melhores cavaleiros e amazonas do mundo tiveram a oportunidade de competir em dois excelentes GPs esse final de semana na 7ª Etapa do Global Champions Tour em Chantilly na França. Após vitória de Edwina Alexander e o vice-campeonato de Luciana Diniz no GP da França no sábado, dia 23 de Julho, nesse domingo ensolarado o triunfo foi do medalhista olímpico brasileiro Alvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda, perante nada menos que 8 mil expectadores.

Fechando o evento com chave de ouro Doda e seu AD Wilbert Z, que já haviam conquista o 2º posto a 1.50 na sexta-feira, dia 22 de Julho, levaram a melhor no GP Equidia, a 1.50 metro, com participação de 38 conjuntos dentro os quais 12 habilitaram-se ao desempate com armação do italiano Uliano Vezzani.

O conjunto brasileiro foi o último a largar e baixou o tempo em 10 centésimos de segundo, terminando a prova sem faltas, 37s37s. O francês Patrice Delaveau com Ornella Mail, da França, sagrou-se vice-campeão, com pista limpa, 37s47, seguido pelo irlandês Denis Lynch com Night Train, da Irlanda, que zerou em 38s70. O campeão olímpico brasileiro Rodrigo Pessoa com Palouchin, vencedor da prova de abertura em Chantilly a 1.45m, fechou o desempate no mesmo tempo que Doda, 37s45, porém com uma falta no último obstáculo.

“Eu sabia o que eu tinha que fazer para bater a marca do Patrice, se eu estivesse zerado daria para tirar um lance para último obstáculo", explicou Doda, que também comentou a melhora do piso nesse domingo de sol após vários dias clima úmido. “Hoje com o sol o piso estava bem melhor. Essa é uma das principais coisas que não podemos controlar em concurso. O clima chuvoso para um  piso de grama é muito difícil e os organizadores se esmeraram para mantê-lo na melhor forma possivel", destacou campeão.

Wilbert Z, um sela holandês de apenas 8 anos e filho de Picasso Z em Numero Uno, tem dado inúmeras vitórias a Doda. "O Wilbert é um cavalo super cuidadoso e veloz. Ele está comigo desde os 6 anos. Nesse período vencemos muitas provas para cavalos novos e agora aos 8 anos já vencemos cinco GPs muito bons", destacou o cavaleiro, que ocupa o 4º posto no ranking do Global Champions Tour e a 14ª colocação no Ranking da FEI, a melhor em sua carreira.

Na série Invitational em Chantilly, nesse domingo, o cavaleiro amador carioca João Roberto Marinho com Made in Rouge honrou o Brasil com a 1ª colocação no Prix Volkswagen Espace Saint Maximin, 1.15 metro. 

Destaque também para a participação da jovem amazona carioca e atual campeã brasileira pré-junior Carolina Drummond que obteve bons resultados nas séries 1.25 e 1.35 metro.

O Global Champions Tour é formado por 10 etapas, em nove países e três continentes, distribuindo mais de sete milhões de euros em prêmios. A próxima etapa do Global Champions Tour será de 12 a 14 de agosto, em Valkenswaard, na Holanda. Doda e a nata do hipismo mundial estarão no Brasil entre 2 e 4 de setembro para a disputa do Oi Athina Onassis Horse Show, válido pela 9ª Etapa do Global Champions Tour, na Sociedade Hípica Brasileira, no Rio de Janeiro.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook