Brasil vence Uruguai e conquista segunda vitória no Pan-Americano Júnior

Geandra Rodriguez / Foto: Randes Nunes/CBHbGeandra Rodriguez / Foto: Randes Nunes/CBHb

São Paulo - Passada a ansiedade da estreia, a seleção feminina mostrou mais segurança em seu segundo jogo no Pan-Americano Júnior, em Goiânia (GO), e novamente deixou a quadra com vitória: 26 a 15 sobre o Uruguai.
 
O Brasil iniciou o jogo com alguns erros de passe e recepção. No meio do primeiro tempo, a goleira Renata de Arruda brilhou e fez a diferença com defesas e um rápido contra-ataque recuperando a vantagem de jogo aos 17 minutos, quando a seleção abriu 8 a 5.
 
No final do primeiro tempo, o Brasil abriu seis gols de vantagem e, depois, viu a armadora direita Iasmim Albuquerque se destacar para deixar a diferença em sete gols (14 a 7). Já no segundo tempo, a seleção contou com boas defesas da goleira Geandra de Souza e se soltou nos contra-ataques para ampliar ainda mais a vantagem. Final: 26 a 15.
 
"É sempre um jogo muito pegado contra escola uruguaia e argentina. Elas jogam muito fisicamente. Tivemos um relativo controle do jogo, tentei executar trocas para que as meninas que têm menos tempo de quadra ganhassem confiança com a camisa da seleção. Optei por tentar ganhar mais jogadoras ao longo do campeonato. O objetivo foi alcançado, umas conseguiram se soltar mais, ganhamos por uma boa margem", disse o técnico Cristiano Silva.
 
Na saída da quadra, as atletas também fizeram uma avaliação da partida. "Nossa estreia foi nervosa, mas hoje estávamos mais tranquilas, estudamos bastante a equipe e já estávamos preparadas para tudo que elas tinham para oferecer para a gente. O segredo é ter calma, escutar o técnico e não fazer nada na agonia. Cada jogo é um jogo, o formato dessa competição curta faz com que toda partida seja uma final", falou Iasmim Albuquerque.
 
"Foi um jogo bom, sabíamos que íamos ter dificuldade na defesa e no ataque, mas conseguimos encaixar o jogo sempre juntas, abrimos vantagem no placar e levamos até o final com tranquilidade", declarou a goleira Geandra de Souza.
 
Nesta sexta, às 19h30, o Brasil encara a República Dominicana no Goiânia Arena. O time, que defende o título continental, já soma duas vitórias na competição. Antes da vitória brasileira, as dominicanas haviam perdido para o Chile por 19 a 39. Já a Argentina superou o Paraguai, por 26 a 25. 
 
Para a partida desta sexta, contra as dominicanas, o técnico Cristiano Silva espera mais um duelo duro na parte física. "O jogo de amanhã é muito físico, muita agressividade tanto na defesa como no ataque. As meninas precisam estar atentas, podemos explorar algumas estratégias para dificultar o jogo delas. Vamos mostrar a mesma intensidade, a mesma vontade para conseguir a terceira vitória na competição", afirmou o treinador.
 
O Campeonato Pan-Americano está sendo disputado no sistema de pontos corridos. Brasil, Uruguai, Paraguai, Argentina, Chile e República Dominicana irão se enfrentar até domingo, dia 25, e o mais bem colocado erguerá o troféu. Além de valer a hegemonia no continente, o Pan-Americano distribui para os três primeiros colocados vagas no Campeonato Mundial de Handebol, em julho, na Hungria.
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook