Mesmo rival, nova derrota

Judoca Luciano Corrêa perde para o holandês que o derrotou em Pequim e é eliminado em Londres/ Foto: Alaor Filho/AGIF/COBJudoca Luciano Corrêa perde para o holandês que o derrotou em Pequim e é eliminado em Londres/ Foto: Alaor Filho/AGIF/COB

Londres- Duas edições de Jogos Olímpicos, duas derrotas para o mesmo adversário. O judoca Luciano Corrêa, da categoria meio-pesado (até 100kg), foi eliminado dos Jogos Olímpicos Londres 2012, na manhã desta quinta-feira, 2 de agosto, ao perder sua segunda luta do dia para o holandês Henk Grol, no Excel Center. Grol também derrotou Luciano nos Jogos de Pequim, em 2008, logo na primeira luta do brasileiro.
 
“Ser eliminado de Jogos Olímpicos é muito difícil. Mas ser eliminado de dois Jogos Olímpicos pela mesma pessoa é mais difícil ainda”, admitiu Luciano. O judoca perdeu por um wazari, resultado de três shidos, punições por falta de combatividade. Nos dois dias anteriores, Tiago Camilo e Leandro Guilheiro também saíram dos Jogos por causa de shidos: os dois perderam suas lutas por um yuko de desvantagem, fruto de duas punições.
 
Luciano venceu o primeiro confronto do dia, contra Oumar Kone, do Mali, com dois yukos. Mas caiu diante do holandês nas oitavas-de-final e está fora da disputa por medalha, já que no judô o atleta precisa chegar ao menos até as quartas-de-final para entrar na repescagem.
 
“Minha expectativa era buscar uma medalha. Treinei para isso. Sabia que ia ser duro. Do meio para o fim, ele usou a estratégia de segurar na minha manga e foi difícil sair. Agora é o momento de estar do lado de quem me ama”, disse Luciano. A namorada, a nadadora Joanna Maranhão – que disputou as provas dos 200m medley e dos 200m borboleta – estava na arquibancada do ginásio, gritando seu nome durante toda a luta.