Nicolas é o segundo mais rápido para as semis dos 200m livre

Nicolas Oliveira classificado para a semifinal dos 200 livre / Foto: Satiro Sodré / Divulgação CBDANicolas Oliveira classificado para a semifinal dos 200 livre / Foto: Satiro Sodré / Divulgação CBDA

Barcelona - Nicolas Oliveira está como se diz "nas cabeças". Na prova em que estavam os pesos-pesados Ryan Lochte, americano campeão em Xangai 2011, e os finalistas Yanick Agnel (Fra) e Danila Izotov (Rus), ele entrou na semifinal de logo mais (13h, de Brasília) com o segundo melhor tempo das eliminatórias, 1m46s99, atrás 11 centésimos do britânico Robert Renwick (1m46s88).
 
 O tempo de ‘Nilo’, como é chamado por todos da delegação, fez o melhor tempo da sua vida sem os trajes e se disse tranquilo para as fases seguintes. "Estou muito feliz. O Thiago é meu companheiro de quarto e vou botando uma pilha nele (sobre bater o recorde sul-americano de Thiago, 1m46s57). Estou brincando. Um passinho de cada vez. Meu objetivo era entrar. Não acabou ainda, mas estou feliz porque depois da Olimpíada passei por um processo muito difícil de tentar me reeguer. Só tenho a agradecer a todo mundo que me ajudou. Não é papinho furado não. É que a gente passa por cada uma que às vezes é difícil levantar a cabeça. Não sabia se ia continuar nadando. Passei uns seis meses viajando sozinho pra dar uma espairecida e me reencontrar um pouco. Tive um ciclo nos Estados Unidos de quase nove anos e não sabia o que fazer. Estava perdido mesmo. Decidi voltar pra casa pra ficar com meu pai, meu irmão... o Minas (Tênis) me ofereceu toda a estrutura e vamos pra cima. Quem sabe? Nessa vida a gente tem que ser o mais feliz possível. Vamos ver o que acontece", desabafou.
 
Nilo falou também que está consciente de que à tarde a disputa é outra, mas revelou que já passou da fase de deixar a ansiedade dominar e que está preparado. Ryan Lochte ficou com o 9º tempo para as semis. Etiene Medeiros, Daniel Orzechowski e Beatriz Travalon não foram bem nas provas da manhã desta segunda-feira, 29/07.
 
Etiene e Daniel enfrentaram a prova de 100m costas e Beatriz, os 100m peito (tempos no final). Os três afirmaram que terão mais chances nos 50m de cada estilo. "Não consegui, mas estou feliz por ter conseguido encarar mais um Mundial, mais concentrada. No final ainda tentei esticar para chegar melhor, mas não deu. Agora é virar a página e esperar os 50 (costas)", disse Etiene.
 
Daniel afirmou que se sentiu bem no aquecimento, mas o resultado não saiu na hora da prova. "Vendo minha passagem percebi que foi muito fraca, mas tenho que ver com o técnico o que deu errado. Vim preparado para as duas provas (50m e 100m costas), mas nos 50m realmente tenho mais chances", disse.
 
Beatriz está em seu primeiro Mundial dos cinco esportes e declarou não ter ficado nervosa, apenas ansiosa. "Pensei que ficaria (nervosa), mas estava era com muita ansiedade. Meus primeiros 50m foram muito fracos, mas a experiência está válida e nos 50m posso me sair melhor", disse.
 
Eliminatórias - 29/07
2º Nicolas Oliveira - 200m livre - 1m46s99 (Semifinalista)
21º Etiene Medeiros - 100m costas - 1m01s75
21º Daniel Orzechowski - 100m costas - 55s09
39º Beatriz Travalon - 100m peito - 1m11s39

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook