Saem as rainhas de bateria e entram os arqueiros no Sambódromo

Sarah Nikitin, arqueira brasileira que ficou em 8º no Mundial de Tiro com Arco de 2013 / Foto: Federação Internacional / DivulgaçãoSarah Nikitin, arqueira brasileira que ficou em 8º no Mundial de Tiro com Arco de 2013 / Foto: Federação Internacional / Divulgação

Rio de Janeiro - Principal monumento que se lembra quando o assunto é o Carnaval brasileiro, o Sambódromo da Marquês de Sapucaí abrirá espaço para outra atividade, muito pouco convencional, a partir dessa quarta-feira. 

Como um evento-teste para os Jogos Olímpicos de 2016, o local abriga até sábado, 1º de novembro, o Campeonato Brasileiro de Tiro com Arco, modalidade em que o Brasil ainda não conquistou nenhum pódio. 

Marcus Vinícius D'Almeida, porém, recentemente, vem despertando a expectativa dos fãs do esporte, após conquistar o vice-campeonato mundial com apenas 16 anos. O brasileiro estará atirando no Sambódromo. 

A disputa dará aos atletas brasileiros a chance de conhecer o local, que desde 1984 abriga o desfile das escolas de samba da cidade. Fatores como a temperatura e o vento, vivenciados antes, podem ajudar posteriormente numa eventual disputa olímpica. 

"Minha expectativa é das melhores, vindo do Pan-Americano de Tiro com Arco com duas medalhas, uma de ouro e uma de bronze. Mas não é uma competição fácil, temos outros grandes arqueiros na disputa. Então, tenho que estar bem preparado", garantiu Marcus Vinicius. 

O arqueiro disse que vai tentar tirar o máximo de experiência do vento e do calor, para já entrar no clima de 2016. 

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook