Seleção feminina de vôlei está na final

Fernanda Garay teve grande atuação contra Porto Rico / Foto: Divulgação / COBFernanda Garay teve grande atuação contra Porto Rico / Foto: Divulgação / COB

Toronto - A seleção brasileira feminina de vôlei está na decisão dos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015 e buscará no próximo sábado, 25 de julho, sua quinta medalha de ouro na competição – o Brasil foi campeão em Chicago 1959, São Paulo 1963, Winnipeg 99 e Guadalajara 2011. Nesta quinta-feira, dia 23 de julho, a jovem equipe brasileira venceu, de virada, Porto Rico, por 3 sets 2, com parciais de 18/25, 24/26, 25/22, 25/19 e 15/11, em 2h13min de jogo. "Foi uma vitória do grupo", ressaltou a ponteira Fernanda Garay, maior pontuadora da partida, com 28 acertos.

A jogadora recebeu um abraço e elogios do técnico da seleção brasileira, José Roberto Guimarães, após a vitória.
 
"A cumprimentei pelo que ela fez no jogo. Chamou a responsabilidade e virou bolas extremamente importantes", admitiu o treinador, que fez uma análise da partida. "Nos dois primeiros sets Porto Rico sobrou em todos os fundamentos. Deixamos elas abrirem e acreditarem que poderiam vencer. A partir do terceiro set, o nosso saque entrou e começou a fazer efeito. Nosso time felizmente se recuperou a tempo e conseguimos reverter o quadro. Foi bom. Mais uma final em nossas vidas".
 
As mudanças feitas por Zé Roberto também foram decisivas para a virada.
 
"É importante ter jogadoras à disposição e contribuindo. Esse é um ponto forte do Brasil".
 
O jogo
 
No primeiro set, Porto Rico mostrou um bom sistema defensivo e ainda contou com alguns erros do Brasil. Aurea Cruz foi o destaque do time porto-riquenho, que chegou à vitória por 25 a 18, em 26 minutos. No set seguinte, a seleção brasileira chegou a abrir uma vantagem de cinco pontos: 15/10. Porto Rico reagiu, aproveitando os contra-ataques e se valendo também dos erros do time brasileiro para ganhar por 26/24, após 31 minutos.
 
A partir do terceiro set, o Brasil entrou em quadra para o tudo ou nada. O passe foi mais eficiente. O bloqueio e as finalizações funcionaram. No tie-break, a levantadora Ana Tiemi foi para o saque e conseguiu quebrar a recepção adversária. Com isso, o Brasil abriu. A partir daí, a oposto Joycinha e a ponteira Fernanda Garay foram decisivas para a vitória por 15 a 11.
 
"Estamos no banco e temos que estar prontas e mais preparadas do que nunca em uma semifinal", disse Ana Tiemi.
 
A líbero Camila Brait também teve uma participação efetiva, com defesas importantes no jogo.
 
"Achei que entramos um pouco devagar. Não conseguimos bloquear e nem defender. Aí começamos a forçar o saque e deu tudo certo".
 
Brasil: Macris, Joycinha, Adenízia, Bárbara, Jaqueline e Fernanda Garay. Líbero: Camila Brait. Entraram: Ana Tiemi, Rosamaria, Angélica, Mari Paraíba e Michelle.
 
Porto Rico: Morales, Cruz, Karina Ocasio, Mojica, Enright e Sheila Ocasio. Líbero: Seilhamer. Entraram: Valentin e Rosa.


Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook