Especialistas em marketing dão dicas de como o Brasil pode ser um bom anfitrião

Gary Pluchino no Brasil / Foto: João Pires / JumpGary Pluchino no Brasil / Foto: João Pires / JumpSão Paulo - O Brasil se tornou polo investidor na última década e estabilizou a economia. Com isso, também conseguiu o direito de sediar as principais competições. ‘Bola da vez’ do mercado internacional, o País agora capacita gestores esportivos para realizar de maneira profissional os megaeventos.

O Sports Business 2011 reúne especialistas que já botaram a mão na massa em jogos passados como Mundial da Alemanha e Olimpíada de Pequim. Todos salientaram que o brasileiro deve participar das competições e se sentir um anfitrião

"O Brasil tem a responsabilidade de envolver mais as pessoas no processo. Sediar um megaevento gera um sentimento de participação da população, como ocorreu na Alemanha em 2006. Com um trabalho bem feito, o País será reconhecido como um anfitrião exemplar. Os turistas voltarão depois da Copa e conhecerão o que existe por trás do futebol", contou Mike de Vries, consultor de comunicação dos últimos mundiais de futebol.

Outro palestrante desta quinta-feira, dia 18 de Agosoto, foi Gary Pluchino - vice-presidente sênior da IMG. O especialista em marketing olímpico acredita que o Rio de Janeiro conseguirá sediar os Jogos, mas a responsabilidade aumenta a cada dia.

"O País tem condições de realizar todas as obras de logística e infraestrutura até 2016, mas não há tempo a perder. Todos devem estar envolvidos nesse processo de sediar um evento importante. Por isso, um congresso como o Sports Business é fundamental para capacitar os gestores", contou.

No painel destinado ao esporte como eficaz ferramenta de comunicação, um dos escolhidos foi Antônio Zambeli, diretor de marketing do grupo Seara/Marfrig. O executivo falou sobre as ações da empresa, que patrocina o Santos, a Fifa e a seleção brasileira.

"É uma maneira de mostrar ao mundo que somos brasileiros e praticamos a excelência em serviços e produção, assim como o futebol é reconhecido lá fora", frisou.

O Ministério do Esporte foi representado pelo secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento, Ricardo Leyser, no Sports Business. A presença dele reforçou a necessidade de um trabalho multidisciplinar para o desporto. "O esporte é uma cadeia que precisa de profissionais altamente qualificados em todas as áreas. Os atletas necessitam de uma equipe multidisciplinar, que incluem médico, treinadores e outros. Os gestores também entram nesse processo e por isso é preciso qualificar a categoria", revelou.

Agrekko também foi destaque na pauta sobre Copa e Olimpíadas - Na quarta-feira (17), Gabriele Muraglia, da Agrekko, também falou sobre os megaeventos contou algumas experiências a frente da empresa em soluções temporárias de energia, resfriamento de processos e climatização.

O gerente geral para grandes eventos da Aggreko International falou da importância do abastecimento de energia para grandes eventos e citou algumas soluções temporárias que podem ser aplicadas durante a Copa e as Olimpíadas.

"A Agrekko já participou de eventos grandes como FIFA Fun Fest (2010), Fórmula 1 (cinco temporadas), Volvo Ocean Race (2009), Rock ´n Rio 3 (2001), entre outros. O investimento no setor é muito pequeno perto de sua importância para toda estrutura dos megaeventos", afirmou Gabriele Muraglia.

Encontro de gestores - o Encontro de Gestores de Esporte e Lazer, realizado nas manhãs do Sports Business mostrou-se um espaço importante para capacitação e mesmo networking entre os profissionais das áreas pública e privada.

No segundo dia (18), os encontros falaram sobre os legados dos megaeventos, apresentação de Projetos no ME e Infraestrutura. Entre as autoridades convidadas estavam Nadia Campeão - ex-secretária de esportes da cidade de São Paulo, Sérgio Schildt - presidente da Recoma, Ricardo Leyser - secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento, e Alberto Saraiva - assessor de Relações Institucionais do Ministério dos Esportes.

"Não podemos fazer Copa e Olimpíada iguais aos outros países. Temos as nossas demandas e dificuldades, por isso é preciso aprender com as experiências positivas dos eventos passados. Outro detalhe que deve ser apontado é a sinergia das obras de modernização com o plano diretor de cada cidade-sede", comentou Nadia Campeão.

Na sexta-feira (19), no Auditório Elis Regina, o encontro será sobre Lei Estadual de Incentivo ao Esporte. Na sala 1, o tema é Projetos - Siconv/Prestação de Contas, e na sala 2, a discussão será sobre Infraestrutura - Gestão. Os encontros permanecem no horário das 8h30 às 12h30.

Lei de Incentivo fecha Sports Business - Nesta sexta-feira (19), o Sports Business terá palestras focadas no desenvolvimento e soluções esportivas, além da troca de experiência de especialistas em patrocínio e lei de incentivo. Também ocorrerá a oitava e última etapa do Congresso Estadual de lei de Incentivo, Gestão e Marketing, visando promover a formação e capacitação especializada de gestores desportivos.

O evento, organizado em parceria com a Academia Brasileira de Marketing Esportivo (ABRAESPORTE) e Associação Brasileira da Indústria do Esporte (ABRIESP), contará com palestras proferidas por profissionais de sucesso em suas respectivas áreas como: Maurício Fernandez, presidente da ABRIESP, Eduardo Anastasi - Coordenador de Esporte e Lazer do Estado de São Paulo, Luiz Eduardo Pinheiro Lima - Diretor de Projetos especiais e Incentivados do E.C. Pinheiros, Mauzler Paulinetti - Superintendente do Sindicato de Profissionais de Educação Física do estado de São Paulo e Ricardo Gomes Silva - CEO da SSTUDIO Marketing & Entretenimento.

Programação

Sexta-feira (19)

08h30 - 12h30
Encontro de gestores sobre Lei Estadual de Incentivo ao Esporte no Auditório Elis Regina.

Sala 1: encontro de gestores sobre Projetos - Siconv/Prestação de Contas
Sala 2: discussão sobre Infraestrutura - Gestão

15h00-16h30 Painel I - Desenvolvimento e Soluções
Participantes: Adriano Gelli - Proprietário e Fundador da Sportlink International; Florian Weingairtner - Diretor Geral da Front End Consulting; Sergio Schildt - Presidente da Recoma e Vice-presidente da ABRIESP.

16h45-17h15 Palestra Especial - Marketing Esportivo

17h15-19h00 Painel II - Mercado: Patrocínio e Lei de Incentivo
Participantes: Eduardo Anastasi - Presidente da Comissão de Análise e Aprovação de Projetos da Lei Paulista de Incentivo ao Esporte; Ricardo Campelli - Presidente da Comissão Técnica e da Lei Federal de Incentivo ao Esporte; Luis Eduardo Pinheiro Lima - Diretor de Projetos Especiais e Incentivados do Esporte Clube Pinheiros; Marcelo Rezende - Sócio Diretor da MRZD Consultoria Esportiva.

IAKS LAC - Ainda no Sports Business será realizada a segunda edição do Premio da IAKS Secção Latino Americana e Caribe, concurso de arquitetura de instalações esportivas.

Sobre o Sports Business - O encontro terá fóruns apropriados para discutir, sob o prisma econômico, as políticas, meios e estratégias para desenvolver o esporte nacional em todos os seus aspectos. Dividido em quatro temas centrais, o evento apresentará demandas, estratégias e cases de sucessos atuais dos principais líderes e profissionais do esporte mundial sobre importantes segmentos do mercado como:

• Infraestrutura e Instalações;
• Turismo Esportivo;
• Materiais e Equipamentos;
• Marketing Esportivo.

Serviço:
28ª Sports Business - Maior Encontro de Negócios do Esporte da América Latina
17 a 19 de Agosto de 2011
Palácio das Convenções do Anhembi - São Paulo-SP

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook