Brasileiro de Optimist chega ao fim e abre caminho para nova geração

Gustavo Glimm / Foto: Aline BassiGustavo Glimm / Foto: Aline Bassi

Ihabela - Em sua 47ª edição, o Campeonato Brasileiro de Optimist encerrado nesta terça-feira, dia 15, abriu a porta de entrada para uma nova geração de promissores velejadores do Brasil. Gabriela Vassel (categoria feminina) e Gustavo Glimm (masculina) foram os campeões da classificação geral. 
 
Mas a competição, disputada ao longo da última semana na Escola de Vela Lars Grael, em Ilhabela, também teve como destaque a vitória de Erik Scheidt, filho do bicampeão olímpico Robert Scheidt, na Copa Brasil de Estreantes, e a realização de ações especiais da Confederação Brasileira de Vela (CBVela) para estimular o desenvolvimento dos atletas.
 
“Este é um evento muito importante, já que aqui temos a formação e detecção de novos talentos. A CBVela promoveu várias ações importantes, como o projeto ‘Conhecendo Novas Velas’ e uma palestra do Robert Scheidt e do Bruno Prada, ídolos do esporte e medalhistas olímpicos e mundiais, contando sua experiência no desafio de enfrentar uma campanha olímpica. Além disso, pude acompanhar as regatas na água, analisando e avaliando os velejadores que provavelmente vão participar dos campeonatos internacionais de Optimist este ano”, afirmou Juan Ignácio Sienra, coordenador técnico da Vela Jovem.
 
Com dias de sol forte e calor intenso em Ilhabela, o Brasileiro de Optimist foi disputado em boas condições de vento, testando os 220 velejadores inscritos no total. Os primeiros vencedores foram definidos no dia 11. Na competição por equipes, o título ficou com o Rio de Janeiro 1, formado por Bernardo Martins, Diogo Petersen, Pedro Muricy e Joana Gonçalves, atletas do Iate Clube do Rio de Janeiro. Erik Scheidt foi campeão da Copa Brasil de Estreantes, ficando no topo da classificação geral com apenas 7 pontos perdidos, pela Flotilha Borrachudo, de Ilhabela. Marina Uegama (Yacht Club Santo Amaro) foi a primeira entre as meninas estreantes.
 
A competição individual geral do Brasileiro de Optimist só terminou nesta terça-feira, com a última regata e a cerimônia de premiação. Gustavo Glimm (Veleiros do Sul) e Gabriela Vassel (Ilhabela) garantiram o título por antecipação e subiram no lugar mais alto do pódio.
 
“Foi um campeonato muito legal, disputado, e ficou mais difícil quando a flotilha foi dividida em ouro e prata, mas o que importa é se divertir. Estive em Ilhabela para o Campeonato Paulista, em dezembro, e pude aprender um pouco sobre a raia”, disse Gustavo Glimm.
 
“Estou muito feliz! Era minha meta ganhar o feminino e agora vou continuar treinando muito, pois tenho ainda mais um Campeonato Brasileiro antes de sair do Optimist”, disse Gabriela Vassel, já projetando o próximo ano, quando a competição será em Porto Alegre.
 
Além das regatas, os atletas puderam participar do projeto “Conhecendo Novas Velas”, organizado pela Confederação Brasileira de Vela (CBVela) com investimento do Grupo Energisa, patrocinador oficial da Vela Jovem. Houve uma clínica para os atletas experimentarem barcos das classes 420, Laser e 29er, precedida por apresentações feitas pelos próprios presidentes das associações dessas classes. Para completar, a palestra de Robert Scheidt e Bruno Prada lotou a garagem da Escola de Vela Lars Grael, com meninos e meninas atentos às palavras de dois dos grandes ídolos da modalidade.
 
O Campeonato Brasileiro de Optimist foi organizado em conjunto pela Associação Brasileira da Classe Optimist, Confederação Brasileira de Vela, Federação de Vela de São Paulo (Fevesp) e Prefeitura Municipal de Ilhabela. Na vela, a classe Optimist é a porta de entrada, já que se trata de uma embarcação de pequeno porte, para crianças de até 60kg. 
 
Resultados
 
Classificação final do Brasileiro de Optimist
1. Gustavo Glimm (Veleiros do Sul), 44 pontos perdidos
2. Bernardo Martins  (Iate Clube do Rio de Janeiro), 64 p.p.
3. Erick Carpes (Veleiros do Sul), 67 p.p.
4. Gabriela Vassel (Ilhabela), 79 p.p.
5. Miguel Machado (Iate Clube do Espírito Santo), 92 p.p.
 
Copa Brasil de Estreantes
1. Erik Scheidt (Ilhabela), 7 pontos perdidos
2. Ian Borgstrom (Ilhabela), 14 p.p.
3. Davi Neves (Iate Clube de Santa Catarina), 19 p.p.
4. Eduardo Almeida (Iate Clube do Rio de Janeiro), 31 p.p.
5. Marina Uegama (Yacht Club Santo Amaro), 33 p.p.
 
Campeonato Brasileiro por Equipes
1. Rio de Janeiro 1
2. Rio Grande do Sul 1
3. Santa Catarina 1
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook