Seleção Brasileira coloca representantes em todas as finais | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Seleção Brasileira coloca representantes em todas as finais

Na chave de duplas masculina, Hugo Arthuso e Daniel Paiola (57º) tiveram um jogo tranquilo / Foto: Nelson Toledo/Fotojump

São Paulo - A Seleção Brasileira conseguiu classificar representantes para todas as finais da 30ª edição da Brazil International Badminton Cup. Neste sábado (dia 24), no ginásio do Club Athletico Paulistano, em São Paulo, os jogadores se garantiram na briga pelo ouro nas chaves de simples feminina e masculina, duplas masculina, feminina e mista. 
 
As disputas pelo título na competição que vale pontos para o ranking mundial da Federação Mundial de Badminton (BWF) começam às 10h (de Brasília) deste domingo (dia 25). O ranking é o critério que definirá os atletas classificados par os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.
 
Desde o início de 2013, quando o técnico português Marco Vasconcelos assumiu o comando da Seleção Brasileira, o país ainda não conseguiu vencer a Brazil International Badminton Cup. Na edição do ano passado, Lohaynny Vicente alcançou a final da simples feminina, mas acabou derrotada pela americana Iris Wang.
 
Quem se garantiu primeiro na decisão foi Fabiana Silva (81ª). Em uma partida sem muitos problemas, ela derrotou a eslovaca Jana Ciznarova (126ª), por 2 sets a 0, parciais de 21-12 e 21-17. Na briga pelo título, ela vai encarar húngara Laura Sarosi (86ª), que eliminou a turca Cemre Fere (97ª), por 2 sets a 0, parciais de 21-19 e 21-14. Elas já se enfrentaram uma vez no circuito e a húngara levou vantagem.
 
"Foi um jogo tenso porque valia vaga na final. Depois de entrar um pouco tensa, mantive a calma pois já havia vencido a eslocava. Fui fria nos momentos decisivos e consegui a vaga na final", disse Fabiana.
 
Na chave de simples masculina, o atual número um do Brasil no ranking mundial, Ygor Coelho (74º) acabou beneficiado por uma lesão do espanhol Ernesto Velazquez (81º). O brasileiro perdera o primeiro set por 21 a 16, mas se recuperou e venceu a segunda parcial por 21 a 18. No terceiro e decisivo set, quando o placar apontava 13 a 13, o espanhol caiu mal ao tentar rebater uma peteca, lesionou o joelho direito e foi obrigado a abandonar a partida.
 
"Eu já conhecia meu adversário, um atleta com um jogo muito forte. Ele me minou no primeiro set, mas no segundo trabalhei melhor os pontos. No terceiro, infelizmente, ele se lesionou. É trágico isso. Quando fui para os torneios na Europa ele sempre me apoiou, é um grande amigo", afirmou Ygor que, na final, vai enfrentar o cabeça de chave número um do torneio, o guatemalteco Kevin Cordón (53º). "Já joguei contra ele três vezes e perdi. Enfrentei ele em uma final na casa dele, com torcida contra. Agora vou jogar uma decisão com os torcedores a meu favor. Farei o meu melhor".
 
Para alcançar a final, Cordón derrotou o mexicano Lino Muñoz (106º), por 2 sets a 0, parciais de 21-14 e 21-17. "A final será muito forte, é o último jogo para o título. Estarei concentrado para jogar. Estou feliz pois já somei bons pontos para a classificação aos Jogos Olímpicos, mas quero vencer a competição", declarou o guatemalteco.
 
Chave de duplas - Na chave de duplas masculina, Hugo Arthuso e Daniel Paiola (57º) tiveram um jogo tranquilo. Eles se garantiram na final ao derrotarem o guatemalteco Daniel Humblers e o chileno Bastian Lizama, por 2 sets a 0, parciais de 21-15 e 21-11. Na decisão, eles enfrentam os mexicanos Job Castillo e Lino Muñoz (54º), que eliminaram os turcos Emre Vural e Sİnan Zorlu (64º), por 2 sets a 1, parciais de 23-21, 17-21 e 21-16.
 
No feminino, as irmãs Lohaynny e Luana Vicente (41ª) não tiveram dificuldade para garantir a vaga na decisão. Elas venceram com tranquilidade as turcas Cemre Fere e Ebru Yazgan (111ª), por 2 sets a 0, parciais de 21-9 e 21-14. Na briga pelo ouro, vão encarar as peruanas Daniela Macias e Danica Nishimura (87ª), de quem nunca perderam no circuito. As adversárias na final conquistaram a vaga ao derrotarem as mexicanas Haramara Gaitan e Sabrina Solis (103ª), por 2 sets a 0, parciais de 21-15 e 21-17.
 
Na dupla mista, Hugo Arthuso e Fabiana Silva (106º) venceram  com facilidade os eslovacos Matej Hlinican e Jana Ciznarova (148º), por 2 sets a 0, parciais de 21-11 e 21-12. Na final, vão encarar os austríacos David Obernosterer e Elisabeth Baldauf (55º), que eliminaram os brasileiros Rafael Lajusticia e Estefane Ventura, por 2 sets a 0, parciais de 21-13 e 21-16.
 
Mais informações sobre a competição:
 
http://www.tournamentsoftware.com/sport/tournament.aspx?id=522A9EE2-A289-4A9D-A406-A3EA4F58136F
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook