Atleta da Nova Zelândia vence sexta etapa do Tour do Brasil

O pelotão de 118 ciclistas largou em Sorocaba e percorreu 139,2 quilômetros até Atibaia/ Foto: Sérgio Shibuya / ZDLO pelotão de 118 ciclistas largou em Sorocaba e percorreu 139,2 quilômetros até Atibaia/ Foto: Sérgio Shibuya / ZDLAtibaia (SP) - O neozelandês Jeremy Yates superou os concorrentes e venceu a sexta etapa do Tour do Brasil / Volta Ciclística de São Paulo. O pelotão de 118 ciclistas largou em Sorocaba e percorreu 139,2 quilômetros até Atibaia. Yates cruzou a linha de chegada em 3h18min49s, 17 segundos à frente do alemão Bjorn Thurau, filho de Dietrich Thurau, ciclista alemão que fez história no Tour de France de 1977. Promessa do ciclismo brasileiro para a Rio-2016, Fábio Reblin, de Florianópolis, completou o pódio.

"Acordei com dor de garganta e no começo do trajeto fiquei atrás e não tentei nenhuma fuga. Segui no ritmo do pelotão e depois achei uma boa chance para atacar. Foi uma etapa muito difícil e espero que a equipe mantenha os bons resultados", explicou o ciclista da Nova Zelândia, de 28 anos, campeão mundial Junior em 2000.

Jeremy Yates venceu o primeiro prêmio de montanha (no km 47,6 da etapa), mas depois foi alcançado pelo pelotão. Faltando cerca de 10 quilômetros para o final arrancou forte e chegou em Atibaia com folga de 17 segundos sobre o alemão. Com o resultado, o ciclista ganhou vinte posições na classificação geral e agora ocupa a 19ª.

Bjorn Thurau, da equipe alemã, chegou cinco segundos à frente do brasileiro Reblin. "Tive dificuldade com o vento frontal, mas consegui superar. Os adversários são fortes e a prova tem nível parecido com a Europa. Eu queria ter vencido, mas o Yates foi muito bem no final e mereceu. Foi meu melhor resultado competindo fora da Europa e estou muito contente", disse.

Seu pai, Dietrich, venceu quatro etapas do Tour de France de 77, ficou com a camisa de líder durante quinze dias e foi eleito e melhor atleta sub-23. "Meu pai me ajudou muito no começo da carreira. Até hoje escuto os conselhos que ele tem para passar", concluiu.

Flávio Reblin, promessa para Rio-2016 - Uma das promessas do ciclismo brasileiro para a Rio-2016, Flávio Reblin, da equipe de Florianópolis, foi o destaque nacional da prova com o terceiro lugar. Muito festejado pelo bom público que esteve na praça da Matriz, no centro Atibaia, Flávio estava muito feliz com o resultado.

"Próximo da chegada saí do pelotão e fui buscar os dois estrangeiros que estavam bem na frente. Consegui tirar um minuto de diferença e cheguei perto dos dois. O último quilômetro, em paralelepípedo, foi o trecho mais difícil e o pódio foi um ótimo resultado para a nossa equipe", contou o ciclista de 22 anos, que cresceu em Timbó, em Santa Catarina.

Ele começou a pedalar aos 11 anos em Blumenau e chamou a atenção da equipe Avaí quando foi campeão brasileiro em 2005 e Pan-Americano, na Venezuela, no ano seguinte. Foi contratado em 2007 e mudou para Florianópolis, onde vive atualmente. No ano passado, Flávio ficou em segundo na categoria sub-23 na Volta de Santa Catarina e foi vice-campeão da Volta de Santa Catarina de Mountain Bike.

"Vou lutar muito para representar o Brasil no Rio, em 2016", assinalou o ciclista que lidera a categoria sub-23 no Tour do Brasil e, após o pódio em Atibaia, saltou da 15ª para a 10ª posição na classificação geral, a 1min32s do líder Flávio Santos Cardoso.

Vigésimo na etapa, Flávio Santos Cardoso segue líder - Flávio Santos Cardoso, de Pindamonhangaba, terminou a sexta etapa do Tour do Brasil / Volta Ciclística de São Paulo na vigésima posição e segue com a camisa de líder. Na sequência aparecem seus companheiros de time Magno Nazaret (a 14s) e Edgardo Simon (a 33s). Luis Amorim, de São Caetano, está na quarta posição a 48s do líder.

Entre as equipes, a vitória desta quinta-feira ficou com Santos, que fez 9h57min45seg na soma de seus três melhores atletas na etapa e está na segunda posição do ranking. Pindamonhangaba ficou 15 segundos atrás, mas lidera com 53h29min53seg, 2min55seg de vantagem para os rivais.

Etapa larga em Sorocaba com 14 graus C - - A largada foi em frente ao Paço Municipal de Sorocaba, com 14 graus de temperatura, controlada pelos comissários, até a rodovia José Ermírio de Moraes, quando o pelotão recebeu a ordem para a saída cronometrada. Em alguns trechos, o pelotão atingiu cerca 80 km/h, com média de velocidade de 42,009 km/h.

A caravana da principal prova de ciclismo de estrada do Brasil passou por Itu, Cabreúva, Itupeva, Jundiaí, Várzea Paulista, Jarinú, Campo Limpo Paulista. Em Jundiaí, os ciclistas cruzaram o perímetro urbano, recebendo o apoio dos moradores. As rodovias do trajeto foram: Senador José Ermírio de Moraes (SP 075), Engenheiro Herculano de Godoy Passos (SP 102/300), Dom Gabriel Paulino Bueno Couto (SP 300), João Cereser (SP 360), Edgar Máximo Zamboto (SP 354), Dom Pedro I (SP 065). A chegada, na praça Claudino Alves (Matriz) aconteceu sob um sol de 25 graus.

O trajeto contou com três metas volantes. Antonio Nascimento, da equipe de Santos venceu a primeira e seu companheiro Fabiano Mota ficou com a vitória na segunda. Murilo Afonso, de Foz do Iguaçu faturou a meta volante que aconteceu na avenida Antonio Frederico Ozanan, dentro de Jundiaí. O argentino Edgardo Simon, de Pindamonhangaba, lidera esta categoria com 28 pontos.

Vencedor da etapa, Jeremy Yates ficou com a vitória nos dois prêmios de montanha. Um deles aconteceu na chegada da prova e ambos tinham peso dois na pontuação - o neozelandês ficou com sete pontos por vitória na categoria. Com isso, assumiu a liderança com 14 pontos, um a mais do que Antonio Nascimento.

Otávio Bulgarelli prestigia a chegada em Atibaia e revê os amigos - O ciclista Otávio Bulgarelli esteve na chegada de Atibaia para visitar os amigos. O atleta teve boas participações em edições passadas do Tour do Brasil / Volta Ciclística de São Paulo. Em 2008, venceu a etapa em Campinas e terminou como quinto colocado geral. Em 2006 foi terceiro na geral da categoria Sub-23.

O ciclista passa férias no Brasil até o início de dezembro. Na Itália desde o mês de janeiro, com o apoio da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), o atleta de 26 anos assinou contrato no final de setembro com a equipe profissional italiana ISD-Neri-Giambenini para a temporada 2011. O time é uma das forças do ciclismo europeu e ocupa atualmente a quarta colocação no ranking Continental UCI da Europa.

"Eu recebi convites de algumas equipes para disputar Tour do Brasil / Volta Ciclística de São Paulo, mas a ordem é descansar. Foi muito bom rever meus amigos aqui em Atibaia. Muitos vieram me abraçar e dar os parabéns por esse importante passo", contou Bulgarelli.

Bulgarelli, de 26 anos, integrou a seleção brasileira de ciclismo que conquistou a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro em 2007.

Apresentação de bike trial após pódio - A equipe Houston realizou uma apresentação de bike trial logo após a cerimônia de entrega dos troféus da etapa. Diego Vaz, um dos profissionais da Houston, fez uma série de manobras e agitou os espectadores presentes na praça Claudino Alves (Matriz). O bike trial é uma das modalidades do ciclismo em que os atletas fazem movimentos para superar obstáculos.

Etapa desta sexta-feira será a mais longa da prova - A sétima etapa do Tour do Brasil / Volta Ciclística de São Paulo realizará nesta sexta-feira seu percurso mais longo. Os atletas sairão do mesmo lugar da chegada desta quinta-feira (praça Claudino Alves - Matriz) e percorrerão 183,7 quilômetros até a rua Deputado Claro César (Palacete 10 de julho), em Pindamonhangaba.

A caravana passará pelas rodovias Dom Pedro I, sentido Jacareí (SP 065), Carvalho Pinto (SP 070), Floriano Rodrigues Pinheiro (SP 123) e Caio Gomes Figueiredo (SP 132). O trajeto também terá três túneis, entre os quilômetros 80,6 e 85,1 da etapa, na Carvalho Pinto.

Os atletas terão pela frente um prêmio de montanha, com 37,1 quilômetros de etapa (km 39,2 da Dom Pedro I) e duas metas volantes: a primeira com 100,8 de percurso (km 95 da Carvalho Pinto - Base da Polícia Militar Rodoviária de São José dos Campos e a segunda com 152 quilômetros de disputa (km 14 da Floriano Rodrigues Pinheiro).

Pindamonhangaba está localizada na região central do Vale do Paraíba, parte leste do estado de São Paulo, a 140 km distante capital. Segundo estimativas do IBGE, de 2009, a população é de aproximadamente 145 mil habitantes. Entre os pontos turísticos da cidade estão: Bosque da Pincesa, Circuito Mantiqueira e a Estrada de Ferro Campos do Jordão. A economia é baseada na Agricultura (Legumes e Frutas) e na Pecuária (Leite).

Resultados da sexta etapa - Sorocaba a Atibaia - 139,2 km (média horária de 42,009 km/h)

Individual

1- Jeremy Yates (Blackpeloton/Cicloravena/Nova Zelândia) - 3h18min49s (10 s bonificação)
2- Bjorn Thurau (RSC Komet/Alemanha) - 3h19min06s (8 s bonificação)
3- Flávio Reblin (Avaí/Florianópolis/APGF) - 3h19min11s (4 s bonificação)
4- Gregolry Panizo (DataRo/Foz de Iguaçu) - mesmo tempo
5- André Pulini ((Memorial/Santos/Giant) - 3h19min15s
6- Tyler Wren (Jamis Sutter/EUA) - mesmo tempo
7- Maurício Morandi (São José dos Campos) - mesmo tempo
8- Fábio Ribeiro (Suzano/GTK/Ciclomania) - mesmo tempo
9- Luiz Amorim (São Caetano/PZ Racing/Kuruma) - mesmo tempo
10- Edgardo Simon (Fuvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - mesmo tempo

Equipes
1- GRCE Memorial/Pref Santos/Giant - 9h57min45s
2- Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba - 9h58min00s
3- DataRo/Foz de Iguaçu - 9h58min13s
4- RSC Komet Ludwigsburg/Alemanha - 9h58min15s
5- Blackpeloton/Cicloravena/Lan/Nova Zelância - 9h58min17

Metas Volantes
Primeira

1- Antonio Nascimento (Santos)
2- Leonardo Lima (Suzano)
3- Renato Ruiz (São Caetano)

Segunda
1- Fabiano Mota (Santos)
2- Roberto Pinheiro (Pindamonhangaba)
3- Wagner Alves (São José dos Campos)

Terceira
1- Murilo Afonso (Foz de Iguaçu)
2- Bjorn Thurau (Alemanha)
3- Wagner Alves (São José dos Campos)

Prêmios de Montanha
Primeiro
1- Jeremy Yates (Nova Zelândia)
2- Fabiano Mota (Santos)
3- Bruno Silva (Sorocaba)

Segundo
1- Jeremy Yates (Nova Zelândia)
2- Bjorn Thurau (Alemanha)
3- Flávio Reblin (Florianópolis)

Classificação geral - após seis etapas

Individual

1- Flávio Santos Cardoso (Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - 17h49min31s
2- Magno Nazaret (Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - a 14 s
3 - Edgardo Simon (Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - a 33 s segundos
4- Luis Amorim (São Caetano/PZ Racing/Kuruma) - a 48 s
5- Fabio Ribeiro (Suzano/GTK/Ciclomania) - a 50 s
6- Marcos Novello (Memorial/Santos/Giant) - a 51 s
7- Renato Seabra (DataRo/Foz do Iguaçu) - a 1min12s
8- Maurício Morandi (São José dos Campos) - a 1min27s
9 - Gregolry Panizo (DataRo/Foz do Iguaçu) - a 1min32s
10- Flávio Reblin (Avaí/Florianópolis/APGF) - a 1min32s

Equipes
1 - Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba - 53h29min53s
2- GRCE Memorial/Pref Santos/Giant - a 2min54s
3- Cesc São Caetano/PZ Racing/Kuruma/DKS - a 3min36s
4- DataRo/Foz do Iguaçu - a 3min52s
5- Avaí/FME Florianópolis/APGF - 4min19s
6- São José dos Campos - a 5min15s
7- Padaria Real/Céu Azul/Cannondalle/Sorocaba - a 6min09s
8- Suzano/Ecus/TTK/Ciclomania/Protec - a 6min51s
9- São Lucas Saúde/Giant/Cicloravene/UAC/Americana - 7min17s
10- Jamis Sutter Home/EUA - a 7min21s

Por pontos
1- Edgardo Simon (Pindamonhangaba) - 28 pontos
2- Flávio Santos Cardoso (Pindamonhangaba) - 22
3- Hector Figueiras (Pindamonhangaba) - 20

Prêmio de montanha
1- Jeremy Yates - 14 pontos
2- Antonio Nascimento (Santos) - 13 pontos
3- Flávio Santos Cardoso (Pindamonhangaba) - 10 pontos

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook