Darlan Romani obtém índice olímpico no arremesso do peso

Catarinense conquistou a medalha de prata em Dakar, no Senegal / Foto: Washington Alves/CBAtCatarinense conquistou a medalha de prata em Dakar, no Senegal / Foto: Washington Alves/CBAt

Portugal - Com a medalha de prata conquistada nesta quarta-feira (dia 25) na etapa de Dakar do IAAF World Challenge, no Senegal, o catarinense Darlan Romani (BM&FBovespa) obteve o índice olímpico na prova no arremesso do peso para os Jogos do Rio 2016. O brasileiro conseguiu a marca de 20,64 m, superando assim os 20,50 m exigidos pela IAAF.
 
Darlan está participando do Camping Internacional Caixa de Treinamento e Competição, da Confederação Brasileira de Atletismo, baseado em Lisboa, em Portugal. Este foi o seu primeiro torneio nesta fase de preparação para a Olimpíada, desde que conquistou a medalha de ouro no Campeonato Ibero-Americano, no último sábado (dia 14), no Estádio Olímpico do Engenhão, com 19,67 m.
 
O campeão da prova no Estádio Senghor, em Dakar, foi Franck Elembra, do Congo, com 21,01 m, enquanto a medalha de bronze foi para Orazio Cremona, da África do Sul, com 19,96 m.
 
No salto em distância, que teve forte vento contra, Mauro Vinícius "Duda" da Silva, também foi vice-campeão, com 7,94 m (-4.8). O norte-americano Jarvis Gotch levou o ouro, com 8,31 m (-4.0) e o senegalês Mamadou Gueueye garantiu o terceiro lugar, com 7,78 m (-0.4).
 
Mais três brasileiros competiram na sétima etapa da IAAF World Challenge 2016. Nos 110 m com barreiras, João Vitor de Oliveira ganhou a medalha de bronze, com o tempo de 13.90 (2.3). Ele cruzou a linha de chegada atrás do sul-africano Antonio Alkana (13.40) e do grego Konstadínos Douvalídis (13.52). 
 
Nos 400 m, Geisa Coutinho, que se recupera de contusão, terminou em quarto lugar, com 53.02. O pódio foi formado por Lydia Jele (Botswana), com 52.18, Patience Okon George (Nigéria), com 52.02, e Patricia Hall (Jamaica), com 52.75).
 
Já nos 100 m, Vitória Cristina Rosa, qualificada nos 200 m, ficou na sexta posição, com 11.59 (0.4). A norte-americana Alexandria Anderson foi a medalha de ouro, com 11.26. Alyssa Conley, da África do Sul, e Gina Bass, do Gabão, terminaram com a prata e o bronze, com 11.42 e 11.43.
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook