Canoístas brasileiros disputam Austrália Open de Slalom | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Canoístas brasileiros disputam Austrália Open de Slalom

Brasileiros competem em todas as categorias no evento que contará com mais de 150 atletas de todo o mundo / Foto: Divulgação / CBCaBrasileiros competem em todas as categorias no evento que contará com mais de 150 atletas de todo o mundo / Foto: Divulgação / CBCa

Rio de Janeiro - Começa nessa sexta-feira (13), às 9h15 da manhã (horário de Sydney), a primeira competição internacional do calendário da Canoagem Slalom Brasileira: o Austrália Open 2015, que será realizado no Penrith Whitewater Stadium, local que foi sede dos Jogos Olímpicos Sydney 2000. A talentosa Ana Sátila retorna ao local onde se consagrou campeã mundial júnior em 2014. 
 
“Vai ser uma competição que vamos usar para nos comparar com os atletas de alto nível”, comentou a atleta que vai disputar o K1 e o C1 Feminino. No evento a brasileira terá fortes concorrentes como as australianas Jessica Fox e Rosalyn Lawrence, além de boas representantes da República Tcheca, Alemanha e Nova Zelândia.
 
No K1 Masculino o brasileiro Pedro Henrique Gonçalves espera uma boa disputa. “Esse evento vai contar com os últimos dois campeões olímpicos e vários campeões mundiais. Vai ser um confronto de troca de experiências e um termômetro para começarmos o ritmo das competições internacionais de 2015”, afirmou o canoísta de Piraju (SP) pronto para superar o bom resultado – 9o. Lugar - obtido no ano passado durante o Campeonato Mundial Júnior & Sub-23.
 
A dupla Charles Corrêa e Anderson Oliveira está alinhada e firme para conseguir bons resultados pelo C2 Masculino. “Esta competição é muito importante para analisar o nível que estamos em relação aos outros aletas e adquirir mais experiência”, comentou Anderson. Já Charles sabe quais são os principais nomes. “Os maiores concorrentes são os atletas franceses e os alemães”. O evento contará com três equipes francesas formadas por Gauthier Klauss e Matthieu Peche, Pierre Labarelle e Nicolas Peschier, além de Pierre Pico e Hugo Biso e da dupla alemã composta por David Schroeder e Frank Henze, todos fortes concorrentes na categoria.
 
Na disputa pelo C1 Masculino, o iguaçuense Felipe Borges irá buscar bons resultados. “Os treinos estão ótimos, estou otimista e estou me preparando para esta prova. Como eu sempre digo: vamos fazer o melhor”, ressaltou às vésperas da competição.
 
Para Ettore Ivaldi, treinador da equipe brasileira, a competição é de grande importância. “É fundamental termos referência com os atletas de todo o mundo. Nossa expectativa é passar para as finais”.
 
Veja Também: 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook