Cielo em quarto por um centésimo de segundo

Um centésimo. Esta foi a diferença entre o pódio e o quarto lugar de Cesar Cielo nos 100m livre / Foto: AGIF / Satiro SodréUm centésimo. Esta foi a diferença entre o pódio e o quarto lugar de Cesar Cielo nos 100m livre / Foto: AGIF / Satiro SodréXangai – Um centésimo. Esta foi a diferença entre o pódio e o quarto lugar de Cesar Cielo nos 100m livre. Na decisão da noite de quinta-feira, 28/07, em Xangai, e manhã do mesmo dia no Brasil, Cielo fez 48m01 contra os 48s00 do francês William Meynard. A vitória saiu das braçadas do australiano James Magnussem (47s63), seguido do canadense Brent Hayden (47s92).

 

"Quase foi. Estou bem satisfeito com a prova, mais com a atitude que eu tive. A confiança de passar forte. Foi mais ou menos dentro do que eu esperava. Acho que nadei bem. Quando chego na final, estou conseguindo controlar bem a parte mental e agora é transferir isto pros 50 metros. O pessoal está nadando melhor aqui os 100 metros. Esta é uma prova que tenho dificuldade desde o Pan-Pacífico", disse.

Desde as eliminatórias que Cesar vem afirmando o favoritismo do nadador australiano. Na final, Cielo liderou até os últimos 15 metros quando foi ultrapassado pelos adversários. Cesar volta à piscina nas eliminatórias de quinta-feira, 28/07, à noite (a partir das 22h) no Brasil – manhã de sexta, 29/7, em Xangai – para disputar os 50m livre, na 14ª de 16 séries, ao lado do também brasileiro, Bruno Fratus.

Depois de garimpar o primeiro ouro brasileiro para a natação em Jogos Olímpicos na prova de 50m livre de Pequim 2008, Cielo foi “aclamado imperador” no Mundial de Roma 2009 ao vencer os 100m livre com recorde mundial, 46s91, ladeado pelos franceses Alain Bernard e Fred Bousquet, e também vencer os 50m livre.

Cielo tem três marcas entre as 10 melhores de todos os tempos, todas melhores do que o tempo mais forte deste ano, 47s49, do australiano James Magnussen.

Recorde mundial – O americano Ryan Lochte superou o primeiro recorde mundial em Xangai ao vencer os 200m medley com 1m54s00. Ele superou a própria marca planetária feita no Mundial de Roma, 1m54s10. Thiago Pereira terminou os 200m medley na sexta posição, 1m59s00, depois de ter segurado o terceiro lugar até a metade do estilo livre. O atleta se sentiu muito mal após a prova.

"Eu sabia que estava na frente, mas já não estava bem. Aliás, desde a parte da manhã, eu não estava legal. Já liguei pro meu técnico nos Estados Unidos, David Salo, pra contar e avaliar. Estou inscrito nos 400m medley, no domingo, mas vamos ver...", disse.

Thiago Pereira foi o quinto tempo das semifinais (1m58s27) e antes fora o melhor da fase eliminatória e o único que completou na casa de 1m57s (1m57s82), tempo que ficou muito próximo do seu melhor este ano (1m57s35) e que também era a segunda melhor marca do mundo em 2011, atrás da de Phelps, 1m56s88, até o início do Mundial.

Na final, os americanos Ryan Lochte (1m56s74) e Michael Phelps (1m57s26) entraram com os primeiros tempos, seguidos pelo húngaro Lazlo Cszeh (1m57s66) e o austríaco Markus Rogan (1m57s74).

Por dois anos seguidos, Thiago teve uma sequência de quartos lugares: nos 200m medley nos Jogos Olímpicos de 2008 (1m58s14) e no Mundial de Roma 2009 (1m55s55) e nos 400m medley do Mundial de Roma. Depois de “bater na trave” duas vezes e disputando com os mesmos grandes adversários – Phelps, Ryan Lochte e o húngaro Laszlo Cseh – Thiago mudou-se para os Estados Unidos onde tem a chance de treinar ao lado do tunisiano Oussama Mellouli, do japonês Kosuke Kitajima e do austríaco Markus Rogan. Com medalhistas olímpicos nas raias ao lado, o nadador brasileiro está concentrado em também obter seus pódios nas principais competições mundiais.

E nas semifinais dos 200m costas, Leonardo de Deus terminou na 15ª posição, 1m59s77, com o americano Ryan Lochte voltando à piscina, após o recorde mundial, para fazer o melhor tempo, 1m55s65.

"Estou satisfeito com meu desempenho em Xangai, no meu primeiro Mundial. Melhorei meus tempos, tanto nos 200m borboleta como nos 200m costas e ainda consegui duas semifinais. Agora é continuar treinando para melhorar ainda mais meu desempenho para o Pan e para as Olimpíadas", disse Leo.

Resultados finais – 5º dia – 28/07/2011

Semifinal 100m livre F (melhor desempenho) = Francesca Halsall –Grã-Bretanha – 53s48
200m medley M = 1) Ryan Lochte – EUA – 1m54s00 (recorde mundial) / 2) Michael Phelps – EUA – 1m54s16  / 3) Laszlo Cseh – Hungria – 1m57s69 / 6) Thiago Pereira – Brasil – 1m59s00
Semifinal 200m peito F (melhor desempenho) =  Rebecca Soni – EUA – 2m21s03  
100m livre M = 1) James Magnussen – Austrália – 47s63 / 2) Brent Hayden – Canadá – 47s95  / 3) William Meynard – França – 48s00 / 4) Cesar Cielo – Brasil – 48s01
200m borboleta F  = 1) Liuyang Jiao – China – 2m05s55 /  2) Ellen Gandy – Grã-Bretanha – 2m05s59 / 3) Liu Zige – China – 2m05s90
Semifinal 200m peito M (melhor desempenho) = Kosuke Kitajima – Japão – 2m08s81
50m costas F = 1) Anastasia Zueva – Rússia – 27s79 / 2) Aya Terakawa – Japão – 27s93  /  3) Melissa Franklin – EUA – 28s01
Semifinal 200m costas M (melhor desempenho) = Ryan Lochte – EUA – 1m55s65 / 15) Leonardo de Deus – Brasil – 1m59s77
4x200m livre F = 1) EUA (Melissa Franklin, Dagny Knutson, Kathryn Hoff e Allison Schmitt) – 7m46s14 / 2) Austrália (Bronte Barratt, Blair Evans, Angie Bainbridge e Kylie Palmer)  – 7m47s42 /  3) China (Qian Chen, Jiaying Pang, Jing Liu e Yi Tang) – 7m47s66

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook