Bicampeão olímpico vê evolução dos brasileiros no 4x400m | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Bicampeão olímpico vê evolução dos brasileiros no 4x400m

Michael Johnson / Foto: Rafael Bello / COBMichael Johnson / Foto: Rafael Bello / COB

Rio de Janeiro - A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e Comitê Olímpico do Brasil (COB) realizaram nesta quarta-feira, dia 3, a última sessão do Camping de Treinamento do Revezamento 4x400m masculino, com assessoria técnica de Michael Johnson, bicampeão olímpico e recordista mundial dos 400 m. As atividades foram realizadas na pista da Escola de Educação Física do Exército, na Urca, no Rio de Janeiro. Johnson elogiou o trabalho desenvolvido junto aos velocistas brasileiros.
 
Este foi o terceiro Camping no Brasil da equipe de Michael com os atletas nacionais. Após quase um ano de avaliações, Michael já percebe evolução no desempenho dos velocistas nacionais.
 
"O objetivo principal é dar continuidade ao progresso e seguir melhorando, o que já está acontecendo. Estamos satisfeitos com os resultados até aqui. Os atletas brasileiros estão se esforçando muito e, neste sentido, já atingiram sucesso. Não tenho dúvidas de que esta equipe tem todo potencial de chegar à final olímpica do revezamento 4x400m no Rio 2016. Uma vez chegando na final, tudo pode acontecer. A medalha é possível para esse time", projetou Michael Johnson, medalha de ouro nos 200m e 400m nos Jogos Atlanta 1996, nos 400m em Sydney 2000, e no revezamento 4x400m em Barcelona 1992.
 
A empresa do campeão olímpico foi contratada pelo COB para trabalhar com o Time Brasil até 2016. "Este é um planejamento que começou lá atrás em uma pequena conversa de cinco minutos com o Michael Johnson e que resultou em um dos programas mais bonitos de nossa preparação em direção ao Rio de Janeiro", avaliou o diretor executivo de esportes do COB, Marcus Vinicius Freire.
 
Os principais especialistas brasileiros na prova participaram dos treinos, entre eles os sétimos colocados no revezamento 4x400m do Mundial de Moscou 2013, Anderson Henriques (também finalista individual), Hugo Balduino, Wagner Cardoso e Pedro Burmann. Além deles, estiveram presentes Anderson dos Santos, Hederson Estefani, Jonathan Henrique da Silva, Lucas Santos, Peterson dos Santos e Alexander Russo.
 
"Se a gente quer algo inédito, o caminho é difícil e a gente comprou essa briga. Temos um bom apoio do COB e da CBAt e isso me deixa feliz porque estou aproveitando, estou vendo a diferença. Já estamos nesse projeto há um ano, temos uma evolução, passo a passo, e ela é notável. Os treinos são de altíssima qualidade. Já senti diferença em exercícios que hoje consigo fazer com maior facilidade. Assim, a gente vai evoluindo e eu acredito em bons resultados", destacou Hugo Balduino, segundo do ranking sul-americano da prova.
 
Os treinadores responsáveis pelo revezamento 4x400m masculino são Evandro Lázari e Leonardo Ribas. Também participaram do camping, como convidados, os treinadores Katsuhiko Nakaya, Marcelo Augusto Ribeiro e Sanderlei Parrela. No Rio de Janeiro, eles tiveram a companhia de Clyde Hart, antigo treinador de Johnson, que passou um pouco de sua experiência para os brasileiros. 
 
"Fiquei muito impressionado com os atletas e, especialmente, com os treinadores. Acho que eles têm um programa de qualidade em andamento e boas instalações para treinamento. Não tenho visto muitas instalações melhores para as equipes se prepararem para os Jogos Olímpicos", ressaltou Clyde Hart.
 
Já estão programadas novas ações para 2015. No começo do ano, os atletas seguirão novamente para Dallas, para uma nova bateria de treinos no CT de Michael Johnson e para a participação em competições nos Estados Unidos..
 
"Este é o quarto camping que estamos fazendo e temos mais dois previstos para 2015. Nesse primeiro ano de trabalho, no primeiro contato com a equipe do Michael, para um grupo conhecer o outro, ganhar confiança, e isso aconteceu de forma bem tranquila. Todas as variáveis trabalhadas ao longo de 2014 estão sendo reavaliadas agora, e num primeiro momento percebemos uma evolução dos atletas, sobretudo na questão deles alcançarem uma consistência nos resultados, que é isso que estamos procurando", disse Ricardo D´Angelo, coordenador técnico da CBAt.

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook