Brasil alcança objetivos no Mundial de Revezamentos | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Brasil alcança objetivos no Mundial de Revezamentos

Equipes fazem treino na pista oficial do Mundial de Revezamentos / Foto: João Pedro Nunes / CBAt

Rio de Janeiro - O Brasil cumpriu sua missão no Campeonato Mundial de Revezamentos, encerrado neste domingo 25 em Nassau, nas Bahamas. O País participou da primeira edição do evento instituído pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), com equipes nas quatro provas olímpicas: 4x100 e o 4x400 m, no masculino e no feminino.
 
"O desempenho das equipes correspondeu às nossas expectativas, como já falávamos antes da competição", disse José Antonio Martins Fernandes, presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). "As quatro equipes que trouxemos a Nassau se classificaram para as finais e garantiram classificação para o Campeonato Mundial de Atletismo de Pequim, na China, no ano que vem. Esse era o nosso objetivo", complementou o dirigente.
 
A preparação dos revezamentos é organizado em parceria com o COB, com recursos também da CAIXA e do Programa Brasil Medalhas do Governo Federal os Jogos Olímpicos do Rio 2016, mas o presidente da CBAt lembra de muitas ações da Confederação voltadas para outros segmentos do esporte, como a descoberta de talentos.
 
"A massificação do esporte e a ampliação da base é muito importante, por isso agimos com os Ministérios da Educação e Esporte para ampliar a prática do esporte nas escolas", prosseguiu o dirigente. "Creio o trabalho tem sucesso, pois segundo pesquisa da FGV/FIFAMaster, o Atletismo já é mais praticado do que o futebol entre os estudantes", falou.
 
Quadro positivo - Ricardo D'Angelo, treinador-chefe do Brasil nas Bahamas, mostrou-se satisfeito com a atuação dos revezamentos. Para ele, o quarto lugar obtido pela equipe masculino do 4x100 m mostra o grande potencial do grupo, que tem média de apenas 22 anos. 
 
"Os atletas formam um grupo que tem muito a crescer. O bom tempo de 38.10 obtido no Mundial mostra que é possível a obtenção de melhores resultados a partir do trabalho realizado", lembrou D'Angelo.
 
Para ele, o 4x100 m feminino e o 4x400 m masculino ficaram dentro do esperado. "Apesar das alterações feitas nas equipes, elas foram finalistas como ocorreu no Mundial de Moscou. A Ana Cláudia (Lemos), que se recupera de contusão, faz muita falta. Já no 4x400 m ainda precisamos reunir o grupo todo em boas condições físicas", explicou o treinador, referindo-se aos problemas físicos enfrentados este ano por Pedro Burmann, Anderson Henriques e Hugo Balduíno.
 
D'Angelo lembra também que o 4x400 m feminino correu dentro de suas possibilidades. "Temos uma equipe para correr na casa dos 3:30 e as atletas conseguiram isso na qualificação. Acho que no geral os resultados mostraram que o trabalho está sendo bem feito. Todas as equipes correram a melhor marca da temporada em Nassau. Foi dado um passo à frente no projeto dos revezamentos", concluiu.
 
A segunda edição do Campeonato Mundial está confirmada para 2015. Será realizada também no bonito Estádio Thomas Augustus Robinson, num reconhecimento à tradição e aos grandes resultados obtidos pelos países do Caribe nas provas de velocidade.

 

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook