Caem cinco recordes no GP Caixa/Unifor | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Caem cinco recordes no GP Caixa/Unifor

ChaRonda Williams e Fábio Gomes da Silva vencem em Fortaleza / Foto: Wagner Carmo / CBAtFortaleza - Jared Connaughton (Canadá) foi o campeão dos 200 m com 20.30, no GP Caixa/Unifor de Atletismo, segundo Meeting do Brazilian Athletics Tour, disputado na noite desta quarta-feira 9, no Estádio da Universidade de Fortaleza, na capital do Ceará. Milhares de pessoas foram à pista do campus universitário para ver a competição, que reuniu 116 atletas (63 homens e 53 mulheres), de 22 países.

Se o canadense venceu a prova mais disputada da noite com recorde da competição (a marca anterior era do norte-americano Joshua J. Johnson com 20.46 de 2005), a festa foi de Diego Cavalcanti (Brasil), vice-campeão com 20.40. Com a marca, o velocista potiguar fez novamente o índice olímpico. Em Belém, na primeira etapa do Brazilian Tour, ele já marcara 20.50 e ficara em terceiro lugar (O índice é 20.51).

Só que ele era o quarto entre os qualificados para os Jogos de Londres e cada país pode levar no máximo três atletas por prova. Com o tempo de Fortaleza, Diego agora é o número 2 da lista, atrás apenas de Bruno Lins, finalista no Mundial de Daegu 2011, pré-convocado para a Olimpíada por ser top 10 no ano passado. Agora, o terceiro é Aldemir Gomes da Silva Júnior, que fez 20.51 hoje, mas que já tem 20.42. Sandro Viana, que era o terceiro com 20.43, agora é o quarto. Após a prova, atletas, treinadores e dirigentes do Nordeste comemoraram a marca de Diego.

O atleta não escondia, também, a sua satisfação. "Fico mais confiante, assim, com as minhas chances para alcançar um lugar no time olímpico, mas sei que o caminho é longo", disse Diego. "É meu recorde. Hoje foi perfeito, mas ainda posso melhorar", afirmou o atleta. Por sua vez, Jared também estava contente por marcar novo recorde em sua carreira: "Não fui bem no Pará, mas hoje corri mais tranquilo e focado. O clima estava bom e o público, que aqui fica bem próximo, também ajudaram muito.

Foram estabelecidos cinco recorde do GP Caixa/Unifor: 200 m masculino, 100 m feminino, 200 m feminino, salto com vara masculino e 3.000 m com obstáculos masculino. No total 15 países colocar atletas no pódio e nove fizeram campeões do torneio. O Brasil ganhou 13 medalhas: duas de ouro, seis de prata e cinco de bronze.


Salto com vara masculino - Fábio Gomes da Silva ((Brasil), assim como em Belém, venceu sua prova, mas com marca bem melhor: fez 5,40 m na capital paraense e saltou 5,70 m em Fortaleza. Primeira prova a começar e última a terminar, como é tradicional, Fábio marcou novo recorde do evento, que era 5,65 m, feito por ele mesmo em 2012. Ed Maia (Portugal) ganhou prata com 5,50 m e Mark Hollis (EUA) foi bronze, com 5,40 m.

"Finalmente consegui fazer uma boa prova e saltei 5,70 m, logo na primeira tentativa. Isso me deixa mais tranquilo. Tentei saltar 5,83 m para bater meu recorde sul-americano (5,80 m) e também para assumir a liderança do Ranking Mundial. Não deu para ser o primeiro, mas ainda assim estou entre os cinco primeiros", disse Fábio, pré-convocado para a Olimpíada por ser o número 7 do mundo em 2011. E esta noite, de qualquer forma, ele superou a marca de qualificação, que é 5,62 m.


400m com barreiras feminino - Depois de vencer a prova em Belém com 55.18, LatoSha Wallace (EUA) ganhou a prova também em Fortaleza, com 55.55, com três centésimos de vantagem sobre Yadisleidis Pedroso (Cuba), vice-campeã com 55.58. Nicole Leach (EUA) ficou em terceiro com 55.82. "Mantive um ritmo regular, mas vi a cubana se aproximar no final e forcei o ritmo", afirmou a campeã.


100m feminino - ChaRonda Williams (EUA) venceu com 11.23 e quebrou o recorde do Meeting, que era 11.43 e fora estabelecido em 2006 por Sherri-Ann Brooks (Jamaica) e igualado por Lucimar Moura (Brasil) em 2009. "Foi uma prova difícil, mas gostei da minha corrida e do tempo que fiz", afirmou a campeã. Rosângela Santos (Brasil), campeã em Belém com 11.24 desta vez foi a segunda, com 11.38. "Larguei bem, mas na metade vi que tinha ficado, mas continuo em busca do índice olímpico (11.22)", disse Rosângela. Alexandria Anderson (EUA) foi a terceira, com 11.46.


100m masculino - Campeão dos 200 m em Belém com 20.16, recorde de seu país, Michael Mathieu (Bahamas) venceu os 100 m no GP cearense, com 10.30, apenas um centésimo à frente do vice-campeão Bruno Lins (Brasil), segundo também na capital do Pará. Diego Cavalcanti (Brasil) completou o pódio com 10.42. Emmanuel Callender (Trinidad y Tobago), primeiro em Belém com 10.18, desta vez foi o quarto com 10.43. "Fiz uma boa corrida, mas minha prova principal é a mesmo a dos 200 m", afirmou Mathieu. "Corri bem, mas sei que posso melhorar bem", disse Bruno.


3000m com obstáculos - Fortaleza repetiu o pódio de Belém: 1º Sisay Korme (Etiópia) com 8:24.28, 2º Haron Langat (Quênia) com 8:25.18 e 3º Alex Genest (Canadá) com 8:26.65. Os tempos foram bem melhores, tanto que Sisay venceu com 8:32.35 no Pará. A marca do campeão é o novo recorde do Meeting - o anterior era 8:24.64 e pertencia a Bernard Mugua (Quênia), de 2011.


Lançamento de disco feminino - Campeã na abertura do Brazilian Tour em Belém, Aretha Thurmond (EUA) ficou em terceiro no Ceará, com 61,44 m. Desta vez a campeã foi Denia Caballero (Cuba), com 63,00 m, enquanto a vice-campeã olímpica Yarelis Barrios (Cuba) ganhou a prata com 61,62 m. Vice em Belém, Zinaida Sendriute (Lituânia) foi quarta com 60,29 m.


800m feminino - Rosibel Garcia (Colômbia) venceu mais uma no Brazilian Tour, desta vez com 2:02.21 - tinha feito 2:04.28 em Belém. Heather Kampf (EUA) foi a vice-campeã com 2:02.24 - fora a terceira na primeira etapa do circuito com 2:05.02. A Christiane Ritz, segunda no Pará, foi a terceira nesta quarta-feira, com 2:03.05 - fizera 2:04.05 em Belém.


Salto em altura feminino - Ana Simic (Croácia) venceu pela segunda vez seguida, desta vez com 1,84 m, mesma marca de Mônica Freitas (Brasil), segunda colocada (no Pará havia marcado 1,88 m). Aline Santos (Brasil) completou o pódio com 1,78 m.


1500m masculino - Como já acontecera em Belém, Fouad Elkaam (Marrocos) venceu a prova, mas de com tempo melhor, de 3:39.32. Fabiano Peçanha (Brasil), quinto no Pará, também fez a prova em menos de 3:40.00 (marcou 3:39.88). Leandro Prates, vice em Belém foi o terceiro em Fortaleza, mas com um tempo melhor (3:40.09).


Salto em distância masculino - Mauro Vinícius da Silva (Brasil), o Duda, venceu mais uma vez no Brazilian Tour. Nesta noite fez 7,94 m, apenas um centímetro a menos que sua marca em Belém. Rogério Bispo (Brasil) fez 7,85 m e saiu contundido da pista. Daniel Pineda (Chile) ganhou bronze com 7,63 m. "Ainda não fiz a marca que posso fazer", disse Duda, campeão mundial indoor da prova. "Preciso agora treinar, acertar um pouco mais a técnica. Mas gostei de uma coisa: melhorei durante a prova e o salto da vitória fiz na sexta tentativa. Isso foi bom".


200m feminino - Se não foi bem no Pará, ChaRonda Williams recuperou-se plenamente em Fortaleza. Além de vencer com recorde do torneio os 100 m, também foi campeã nos 200 m com 22.89. E novamente com recorde, já que o anterior era 22.94, de Cydonie Mothersill (Caymã), desde 2005, na primeira edição do GP. Ganhadora em Belém, Tiffany Townsend (EUA) ficou em segundo com 23.11, à frente de Anyika Onuora (Grã-Bretanha), terceiro com 23.19.


Salto triplo feminino - Dainelis Alcántara (Cuba) foi a campeã com 14,10 m. Sua compatriota Mabel Gay, campeã em Belém com 14,40 m, ficou em quarto com 13,13 m. A vice foi Trecia Smith (Jamaica) com 13,86, repetindo a colocação de Belém, quando fez 14,04 m. O bronze foi para Gisele de Oliveira (Brasil), com 13,50 m.


Lançamento de dardo masculino - Jaime Marquez (Colômbia) venceu com 77,07 m, enquanto Risto Matas (Estônia), ganhador em Belém, ficou em segundo lugar desta vez, com 75,55 m. Corey White (EUA) ganhou bronze com 73,05 m.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook