Doze atletas fazem índice no Troféu Brasil Caixa de Atletismo | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Doze atletas fazem índice no Troféu Brasil Caixa de Atletismo

Mauro Vinicius Duda da Silva (salto em distância) / Foto: Wagner Carmo / Cbat

São Bernardo - O Troféu Brasil Caixa de Atletismo 2015 terminou neste domingo (dia 17), com a disputa das 15 provas finais. No torneio, o mais importante campeonato interclubes da América Latina, nada menos que 12 atletas obtiveram os índices para os Jogos do Rio 2016. Além da qualificação para eventos importantes como o PAN de Toronto, em julho, no Canadá, e o Mundial de Pequim, em agosto, na China.
 
Neste domingo, a manhã foi agitada na Arena Caixa, no Centro de Atletismo Professor Oswaldo Terra, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Fabiana Murer (salto com vara), Ana Cláudia Lemos e Vitória Cristina Rosa (200 m), Hederson Estefani (400 m com barreiras), Aldemir Gomes Junior e Bruno Lins (200 m) carimbaram a marca mínima para a Olimpíada.
 
Fabiana Murer (BM&FBovespa) venceu o Troféu Brasil Caixa mais uma vez, com a marca de 4,65 m. "Foi a minha primeira competição ao ar livre da temporada e fiquei feliz com o índice, embora esperasse saltar mais alto. Me senti confortável e agora é apostar nos próximos meetings", disse a atleta, que foi uma das atrações do torneio.
 
Fabiana embarca na quinta-feira para a Europa, para uma série de competições. "Vou estrear em Hengelo, na Holanda, e depois disputarei outros torneios", falou, sorridente, cercada por dezenas de repórteres. "O objetivo é chegar ao Rio em 2016 brigando por uma medalha", concluiu.
 
Nos 200 m, as provas feminina e masculina, qualificaram quatro atletas para a Olimpíada do Rio. Ana Cláudia Lemos (BM&FBovespa), que já tinha índice nos 100 m, conseguiu a marca exigida nos 200 m (23.08). Na mesma prova, Vitória Cristina Rosa (EMFCA) também obteve o índice olímpico (23.11), além da inédita medalha de prata.
 
"Foi uma prova difícil e me esforcei muito", lembrou Ana Cláudia, que acabou caindo ao cruzar a linha de chegada. "Tenho certeza de que muitas coisas boas virão pela frente ainda este ano", comentou a velocista, que disputa dia 30 os 100 m na etapa da Liga Diamante, em Eugene, nos Estados Unidos.
 
No masculino, Aldemir Gomes (AEFV) venceu a prova com 20.44 (0.3), seguido de Bruno Lins (FCTE) com 20.46, os dois correndo abaixo de 20.50, a marca exigida. "Consegui o bicampeonato dos 200 m no Troféu Brasil, e com índice, não posso estar mais feliz", disse Aldemir. Ele foi poupado dos 100 m pela treinadora Vânia Valentino da Silva. "O descanso foi muito importante para o bom resultado nos 200", concluiu o velocista, integrante do revezamento 4x100 m, quarto colocado no Mundial de Bahamas, no início de maio.
 
Surpresa - A última etapa começou com uma surpresa. Hederson Estefani (Pinheiros), que dedicou todo o início da temporada aos 400 m, tendo integrado a Seleção Brasileira quinta colocada no Mundial de Revezamentos, conquistou o bicampeonato dos 400 m com barreiras, com 49.40 - exatamente o índice exigido para a Olimpíada de 2016.
 
"Fiz uma prova divertida, correndo sem compromisso, com adversários fortes e o resultado não deixou de ser uma surpresa. Não treinei para as barreiras. O resultado saiu em função da preparação para o Mundial de Nassau", admitiu o atleta, que treina em Ponta Grossa (PR). "Agora é pensar no Sul-Americano e no PAN, e tentar melhorar as marcas", completou.
 
Salto em distância masculino - De malas prontas para a Europa, onde fará um estágio de treinamento e competição em Portugal, ao lado de Higor Alves e Paulo Sergio Santos, Mauro Vinícius "Duda" da Silva (todos da BM&FBovespa) comemorou a conquista de mais uma medalha de ouro. Com 8,03 m (1.5), ele retornou às provas depois de uma lesão. "A marca é boa para o início de temporada e, claro, que fiquei satisfeito", disse. "Agora é encarar as provas na Europa para assegurar o índice para a Olimpíada", completou o atleta paulista, que compete no dia 28 de maio, em Riga, na Letônia.
 
Salto triplo feminino - A pernambucana Keila da Silva Costa (BM&FBovespa) conseguiu sua segunda vitória no Troféu Brasil Caixa, ao vencer o triplo com um salto de 14,03 m, com vento contra de 1,3 m/s. "O vento oscilou e estava contra no salto que melhor encaixei, mas de qualquer forma, esperava fazer melhor", disse Keila, que também venceu também o salto em distância (fez 6,70 m e obteve a qualificação para o Rio 2016).
 
Arremesso do peso feminino - Geisa Rafaela Arcanjo (Pinheiros) venceu pela terceira o Troféu Brasil Caixa, ao marcar 17,35 m na manhã deste domingo - já havia sido campeã em2012 e 2013. Finalista olímpica em Londres 2012 com 19,02 m (recorde pessoal), Geisa quer voltar rapidamente a arremessar acima de 18 m. "Fiquei afastada por quatro meses e estou feliz por voltar sem problemas físicos", disse a atleta, na zona mista da Arena Caixa.
 
110 m com barreiras masculino - João Vitor de Oliveira (AAARP) surpreendeu o favorito Eder de Souza e venceu com 13.70, com vento contra de 1.4 m/s. Eder (Orcampi/Unimed), que na véspera obteve a qualificação olímpica na semifinal com 13.46, deste vez foi o segundo colocado com 13.82. "Minha prova principal é a dos 400 m com barreiras, mas fiz os 110 m também e consegui um bom resultado", afirmou o atleta, que treina em San Diego com Zequinha Barbosa, vice-campeão mundial dos 800 m e um dos grandes vencedores da prova na história do Troféu Brasil.
 
Os melhores - A comissão de treinadores, eleita no Congresso Técnico da competição, elegeu Thiago do Rosário André (BM&FBovespa) e Rosângela Santos (Pinheiros) como os destaques individuais do Troféu Brasil Caixa. Thiago André, de 19 anos, venceu os 800 e os 1.500 m, enquanto Rosângela ganhou os 100 e integrou o revezamento campeão do 4x100m.
 
QUALIFICAÇÃO
 
OLIMPÍADA 2016 / CAMPEONATO MUNDIAL 2015
 
Salto com vara feminino
Fabiana de Almeida Murer
 
100 m feminino
Rosângela Santos
Ana Cláudia Lemos
 
200 m feminino
Ana Cláudia Lemos
Vitória Cristina Rosa
 
200 m masculino
Aldemir Gomes da Silva Junior
Bruno Lins
 
400 m feminino
Geisa Coutinho
 
110 m com barreiras masculino
Eder Souza
 
Salto em distância feminino
Keila Costa
 
Lançamento do disco feminino
Andressa Oliveira
 
400 m com barreiras masculino
Hederson Estefani
 
CAMPEONATO MUNDIAL 2015
 
400 m masculino
Hederson Estefani
Hugo Balduino
 
Salto com vara masculino
Thiago Braz
 
20 km marcha masculino
Caio Bonfim
 
Recorde do Troféu Brasil Caixa
Andressa de Oliveira - lançamento do disco (64,15 m)
 
Recorde Sul-Americano Juvenil
Vitor Hugo dos Santos - 100 m (10.22)
 
 
Veja Também: 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook