30ª Dez Milhas Garoto confirma destaques do exterior na Elite

30ª Dez Milhas Garoto   / Foto: Divulgação Yesccom30ª Dez Milhas Garoto / Foto: Divulgação Yesccom

São Paulo - Uma das mais tradicionais e importantes provas do país, a 30ª Dez Milhas Garoto promete, mais uma vez, um elevado nível técnico na briga pelo título. 
Tanto assim que o evento contará com alguns dos melhores nomes do atletismo nacional e destaques do exterior, num duelo que vem emocionando há três décadas. Para este ano, no dia 29 de setembro, a prova contará na Elite com atletas de cinco países, Brasil, Quênia, Tanzânia, Etiópia e Uganda.
 
O evento, com percurso de 16,3 km, terá largada em Vitória, na Praia do Camburi, com chegada em frente à fábrica da Garoto em Vila Velha. A programação começará mais cedo este ano, a partir da 7h10, com a categoria Cadeirante. Em seguida, às 7h15, será a vez da Elite Feminino, enquanto Elite Masculino e demais categorias largarão às 7h30. A premiação para os primeiros brasileiros será no valor R$ 10 mil.
 
No grupo de estrangeiros estarão os quenianos Geofry Kipchumba, terceiro colocado na 29 Dez Milhas Garoto e campeão da Half Marathon Kilimanjaro (2018); e Nicholas Keter, vice-campeão da Volta Internacional da Pampulha em 2018; e os tanzanianos Marco Joseph Marco, quinto neste ano na Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro; e Wambura Rioba, que fez 29min29seg na Da Es Salaam, em seu país.
 
No feminino, o grupo também será forte. Estarão a ugandense Viola Chemos, vice-campeã neste ano da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro; as etíopes Gelane Balcha, com 1h10min48seg na Half Marathon Marugame (Japão) deste ano, e 50min09seg nos 15K Nijmengen (Holanda); e Ayelu Deme, com 1h15min10seg na Half Marathon Hong Kong, e 34min31seh na 10K Bratislava, ambas em 2018; e a tanzaniana Anjelina Yumba, top ten na Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro 2019 e na Maratona Internacional de São Paulo 2018.
 
Ao longo do trajeto, a corrida passa por pontos icônicos do Espírito Santo, caso da Terceira Ponte, que divide os municípios de Vitória e Vila Velha, com vista para o Convento da Penha, local turístico muito visitado todos os anos. Na véspera, dia 28, acontecerá a 18ª Corrida Garotada, para jovens de 6 a 17 anos.
 
Resultados:
 
Elite Masculina
 
1 - Wellington Bezerra da Silva (Cruzeiro) – 48min55s
2 - Gilmar Silvestre Lopes (Cruzeiro) – 50min11s
3 - Geofry Kipchumba (Quênia) – 50min15s
4 - Paul Kipkemoi Kipkorir (Quênia) – 50min27
5 - Valério de Souza Fabiano (Cruzeiro) – 50min38s
 
Elite Feminino
1 - Esther Chesang Kakuri (Quênia) – 57min18s
2 - Meseret Gezahegn Merine (Etiópia) – 58min18s
3 - Franciane dos Santos Moura (Cruzeiro) – 58min33s
4 - Rejane Bispo da Silva (File/Marcia Narloch) – 58min57s
5 – Mirela Saturnino Andrade (Marinha do Brasil) – 59min43s
 
Campeões
1989 - Delmir Alves dos Santos (RJ),50min28s/ Nerci Freitas Costa (RJ),1h04min19s
1990 - Severino J. da Silva (SP),46min42s/ Sônia Márcia Rodrigues (MG),56min42s
1991 - Luís Antônio dos Santos (RJ), 45min49s/ Silvana Pereira (SC), 53min06s
1992 - Delmir Alves dos Santos (RJ), 50min95s/ Viviany Anderson (MG), 1h0min48s
1993 - Luís Antônio dos Santos (RJ), 47min45s/ Silvana Pereira (SC), 56min48s
1994 - Tomix Alves da Costa (MG) - 48min25s/ Silvana Pereira (SC), 57min35s
1995 - Adalberto B. Garcia (SP), 47min21s/ Viviany Anderson (MG), 56min24s
1996 - Delmir Alves dos Santos (SP), 48min04s/ Maria de Lourdes da Silva (BA), 56min18s
1997 - Ronaldo da Costa (MG), 47min21s/ Risoneide Wanderley (SP), 56min43s
1998 - John M. Gwako (Quênia), 47min19s/ Márcia Narloch (RJ), 55min41s
1999 - John M. Gwako (Quênia), 47min23s/ Viviany Anderson Oliveira (MG), 55min41s
2000 - Joseph Waweru (Quênia), 47min24s/ Márcia Narloch (RJ), 55min52s
2002 - Marilson Gomes dos Santos (DF), 47min41s/ Márcia Narloch (RJ), 55min10s
2003 - Valdenor Pereira dos Santos (PI), 48min 58s/ Márcia Narloch (RJ), 56min01s
2004 - Marilson Gomes dos Santos (DF), 47min53s/ Márcia Narloch (RJ), 56min25s
2005 - Franck Caldeira (MG), 48min23s/ Márcia Narloch (RJ), 56min20s
2006 - Marilson Gomes dos Santos (DF),47min39s/ Lucélia Peres (MG), 55mim23s
2007 - Clodoaldo G da Silva (DF), 48min44s/ Edinalva Laureano da Silva (PB), 55min49s
2008 - Willian Gomes (MG), 48min39s/ Nancy Jepkosgei Kipron (Quênia), 56min24s
2009 - Franck Caldeira (MG), 47min58s/ Meseret Heilu (Etiópia), 56min05s
2010 - Marilson Gomes dos Santos (RJ), 47min45s/ Eunice Kirwa (Quênia), 55min11s
2011 - Kimutai Kiplimo (Quênia), 48min05s/ Eunice Jepkirui Kirwa(Quênia), 55min43s
2012 - Joseph Aperumoi (Quênia), 47min01s/ Rumokol Chepkanan(Quênia), 54min13s
2013 - Edwin Kipsang Rotich (Quênia), 47min00s/ Nancy Kipron(Quênia), 55min16s
2014 - Leul Gerbresilase Aleme (Etiópia), 47min18s/ Delvine Meringor (Quênia), 57min08s
2015 – Edwin Kipsang Rotich (Quênia), 47min42s/Delvine Meringor (Quênia), 54min50s
2016 – Joseph Aperumoi (Quênia), 47min29s/Consolata Cherotich (Quênia), 59min49s
2017 – Belete Tola (Etiópia), 48min14s/Esther Kakuri (Quênia), 57min40s
2018 – Wellington Bezerra da Silva (Brasil), 48min55s/Esther Kakuri (Quênia), 57min18s
 
Veja Também: 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook