Rodrigo Raineri inicia segunda fase do Projeto Everest 2019

Rodrigo Raineri inicia segunda fase do Projeto Everest 2019 / Foto: DivulgaçãoRodrigo Raineri inicia segunda fase do Projeto Everest 2019 / Foto: Divulgação

Nepal - O alpinista Rodrigo Raineri, que é o único brasileiro a ter escalado como guia as sete mais altas montanhas dos sete continentes e que também formou com Vitor Negrete a única dupla brasileira a ter escalado a temida face sul do Aconcágua (uma das escaladas mais difíceis do mundo), acaba de chegar ao acampamento base do Monte Everest, no Nepal, concluindo a segunda etapa do Projeto Everest 2019. O percurso de trekking durou dez dias e teve início na cidade de Lukla a 2.800m de altitude, passando por Namche Baazar, a 3.500m de altitude, até chegar a Lobuche, a 4950m de altitude. 
 
A chegada do alpinista e seus companheiros de viagem, o médico e montanhista Mauro Chies e o cinegrafista Júlio Blander ao acampamento base do Monte Everest marca o início da terceira fase do Projeto Everest 2019, quando Raineri intensifica o processo de aclimatação, subindo e descendo parte da montanha várias vezes para a adaptação do corpo à altitude. Raineri pretende escalar o Lobuche East, uma montanha de mais 6.000m antes de rumar ao Everest e fará também uma etapa de descanso numa área mais baixa com menor altitude antes da escalada final até o cume da montanha. Na quarta-fase do projeto, que é a etapa de maior expectativa, o alpinista fará o ataque ao cume do Everest e o voo solo inédito de parapente. E na quinta e última fase, Raineri encerra a expedição e retorna ao Brasil.
 
Para Rodrigo, o objetivo da expedição é encarar um desafio inédito em sua carreira: ao atingir o cume do Everest, o alpinista fará um voo solo de parapente do topo à base, um feito jamais realizado e registrado por outros alpinistas; além disso, Raineri está aproveitando esta oportunidade para divulgar e incentivar a prática da escalada esportiva, modalidade que será considerada um esporte olímpico nos jogos de Tóquio em 2020. 
 
O Projeto Everest 2019 conta com o patrocínio master do CPqD e patrocínios da 4BIO, BR3 Engenharia, Destinos Inteligentes, Clínica Visão Serra e Guilherme Benchimol. Apoio da Cia Athletica, Thule, Instituto Trata Campinas, Feinkost, Solo Equipamentos, Spa Lapinha, Sol Paragliders, Daniel Cady Nutrição Personalizada, SPOT e ABP (Associação Brasileira de Parapente). A realização do projeto é de Raineri Consultoria & Projetos Especiais.
 
Veja Também: 
 
 
 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook