Rubinho Valeriano e Letícia Cândido vencem Short Track em Ouro Preto

Rubinho Valeriano comemora a vitória   / Foto: Alemão Silva / Alemão EsportesRubinho Valeriano comemora a vitória / Foto: Alemão Silva / Alemão Esportes

Ouro Preto - As competições quentes do Short Track espantaram o frio de Ouro Preto, na manhã deste sábado (29). As competidoras da Elite Feminina foram as primeiras a entrarem na pista. A campeã brasileira de Short Track, Letícia Cândido (Corinthians Audax Bike Team) permaneceu invicta e levou a melhor. 
 
A vice-campeã foi a equatoriana Miryam Nunez seguida da brasileira Jaqueline Mourão (Sense Factory Racing). No masculino, o campeão brasileiro de Short Track, Rubinho Valeriano (Sense Factory Racing) subiu no lugar mais alto do pódio, seguido de Guilherme Muller (Cannondale Factory Racing) e Lukas Kauffmann (FKS Factory Racing). Confira os resultados.
 
Na Elite Masculina, a prova foi disputada. O pelotão ficou com os atletas Rubens Valeriano (Sense Factory Racing), José Gabriel (Corinthians Audax Bike Team), Lukas Kauffmann (FKS Factory Racing), Luiz Henrique Cocuzzi (Lar-Scott). Na última volta, Cocuzzi estava em primeiro lugar fazendo uma corrida sólida, porém teve problemas no equipamento, o que mudou o cenário.
 
A disputa foi grande na chegada com os três primeiros lugares. Rubens Valeriano completou a prova com 30:04. Guilherme conseguiu a segunda colocação no Sprint Final terminando com 30:06, apenas um segundo de diferença em relação  ao Lukas Kaufmann.
 
O atleta Sense Bike, Rubens Donizete, disse que o circuito favoreceu o resultado. “Vim com a cabeça de fazer a prova constante, mas não esperava a vitória. O circuito é travado, técnico, pára, arranca, desce, freia, é minha cara. É um trajeto que exige pilotagem, muita troca de marcha e força. Me senti bem a partir da terceira volta e consegui pegar o segundo lugar e depois, por conta de uma quebra de equipamento do Cocuzzi, mantive no primeira colocação e terminei com a vitória e feliz”, comentou.
 
Prova de recuperação que terminou com Sprint Final para Guilherme Muller. "Eu não esperava me posicionar bem desde o começo da prova e acabei perdendo alguns metros na primeira reta e a partir daí tudo mudou, comecei a fazer um trabalho de recuperação. Como o circuito era boa parte single track, dificultava a ultrapassagem, mas  mantive a calma e fui pulando de um em um para conseguir me posicionar. Felizmente consegui conquistar mais uma colocação na reta da chegada, no Sprint", afirmou o vice-campeão.
 
O competidor FKS Factory Racing, Lukas Kaufmann, afirmou que foi um bom resultado para iniciar o fim de semana. "Nas ultimas semanas, estava focando em treinos, principalmente para essa prova. Me senti bem hoje, me encaixei bem, consegui andar em um ritmo bom sem passar meu limite e as últimas voltas foi aquela disputa pelo pódio. Eu perdi um pouco, aconteceu um ataque na terceira e última volta, perdi o contato e a chance de briga pela vitória. Mas fiz o meu melhor, fechei no Top3 e estou muito feliz", afirmou o competidor.
 
Elite Feminina - Foi uma prova de recuperação para Letícia Cândido. A campeã brasileira de Short Track ficou atrás no pelotão que foi liderado inicialmente por Marcela Lima (Caloi Avancini Team), as equatorianas Mirian Nunez e Michela Molina e Jaqueline Mourão.
 
Letícia concluiu a prova com 31:32, vantagem de 40 segundos em relação à segunda colocada. “Minha estratégia era realmente ver como os atletas estavam, sentir meu corpo para ver como eu reagiria, mas eu fiquei muito para trás na largada e no decorrer da prova fui buscando e quando tive a oportunidade eu me posicionei. Deu certo. Não era uma estratégia mas fiquei muito feliz”, afirmou a campeã.
 
A equatoriana Miryam Nunez, estreou na modalidade com o vice-campeonato. “A prova é muito rápida e dura, com competidoras fortes. É a primeira vez que corro um Short Track, o início foi um pouco travado, mas estou muito feliz com colocação”, comentou.
 
A terceira colocada da equipe Sense Factory Racing, Jaqueline Mourão, concluiu a prova com 32:39. A atleta comentou que o resultado foi satisfatório depois de uma maratona de preparação para os Jogos Pan-americanos. “Eu estou feliz com a terceira colocação, estou vindo de um bloco de treinamentos muito fortes, então sabia que ia sofrer”, disse. A competidora ressaltou que outro desafio é o circuito ouro-pretano. “É uma pista corrida, plana, não é muito minha característica. Eu gosto mais de pistas com Petrópolis, mas estou feliz de ter lutado até o final do Short Track”, finalizou.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook