Ginástica Rítmica consegue duas medalhas de bronze no segundo dia do Pan

Barbara Domingos - Individual   / Foto: Ricardo Bufolin/CBGBarbara Domingos - Individual / Foto: Ricardo Bufolin/CBG

Lima – A Ginástica Rítmica do Brasil saiu com duas medalhas neste sábado (3), no primeiro dia de finais da modalidade pelos Jogos Pan-Americanos de Lima. No Individual Geral, Natalia Gaudio conquistou a medalha de bronze, a segunda do Brasil em Pan-Americanos nesta prova. 
 
Na final do Conjunto Geral, a equipe do Brasil também levou o bronze, após cometer um erro no início de sua série. O time brasileiro tinha ficado com a medalha de ouro nesta prova nos últimos cinco Pan-Americanos.
 
Além da entrega das primeiras medalhas no Pan, a sessão deste sábado também definiu as integrantes das finais por aparelho. O Brasil terá mais cinco participações em finais, com Natalia Gaudio e Barbara Domingos classificando-se na fita e nas maças, além do Conjunto ter chegado à final da prova mista (três arcos e dois pares de maças).
 
A disputa das medalhas do Individual Geral reservou uma emocionante disputa entre as ginastas brasileiras. Enquanto Barbara fez ótima série na fita (17,300), Natalia teve uma nota excelente nas maças (17,800). Na somatória final, as duas brasileiras terminaram, empatadas com 67,150, com o desempate acontecendo pelas notas de execução, quando Natalia Gaudio levou vantagem, deixando sua companheira de equipe em 4º.
 
“Estou feliz demais de ter conquistado essa medalha em minha terceira participação em Pan-Americanos. Tive algumas falhas e ainda assim consegui chegar ao pódio. Sei que minha pontuação poderia ter sido mais alta, porque me preparei muito para este momento. Me senti muito pronta para conseguir este resultado, apesar de ter sido muito apertado”, disse Natalia, que acredita ter tirado um peso das costas.
 
“A final geral é muito mais difícil do que a de aparelhos. O geral soma as quatro séries e você precisa ser regular para poder chegar ao pódio. Já a final por aparelho é tudo ou nada. Estou mais tranquila e confiante, porque estou com as séries bem fortes e mostrei que posso conseguir medalha no arco e na maça, que são aquelas que eu acho que tenho chances”.
 
Para Barbara Domingos, que viu a chance de ganhar uma medalha em seu primeiro Pan escapar por pouco, o mais importante é pensar na sequência da competição. “Passar para a final nos quatro aparelhos me deixa muito feliz, inclusive porque no arco tive a terceira melhor nota no geral. Darei o meu melhor e espero conseguir uma medalha, neste meu primeiro Pan”, afirmou a ginasta.
Para a treinadora no Individual do Brasil, Monika Queiroz, o resultado demonstra o alto nível que a modalidade vem passando. “A disputa foi maravilhosa, um sinal de que estamos com um nível de excelência no Individual. Foi por poucos pontos. A Barbara está começando, é seu primeiro Pan e mostrou muito talento. Tem todo um futuro brilhante. Além disso, há a experiência da Natalia Gaudio, com participação olímpica, uma estrategista, porque soube superar os momentos ruins de sua participação no primeiro dia para subir ao pódio hoje”, afirmou.
 
Conjunto leva o bronze - Depois da ótima apresentação na primeira rotação, quando ficou em primeiro lugar no geral, a equipe brasileira do Conjunto não conseguiu repetir o mesmo desempenho na final da prova mista. Dois erros cometidos no início da coreografia comprometeram o desempenho das meninas brasileiras, que acabaram ficando com o bronze.
 
“Cometemos dois erros que não costumamos fazer, já realizamos apresentações muito melhores. Agora, temos que encarar tudo isso como um aprendizado e focarmos nas disputas por aparelho e ganharmos uma medalha para o Brasil”, afirmou a capitã da equipe, Déborah Medrado.
 
Para a treinadora e Coordenadora de Seleções da CBG (Confederação Brasileira de Ginástica), Camila Ferezin, o erro no início da série acabou sendo decisivo.
 
“É um grupo bem jovem, a gente sabia que seria difícil, até porque falta experiência e isso você só pega com treinamentos e competições ao longo dos anos. Infelizmente aconteceu uma fatalidade hoje no início da coreografia e eles souberam sair muito bem. Ainda tinham dois minutos pela frente. É uma pena, mas vamos treinar mais esta parte para que na final eles mostrem o que sabem fazer e possamos pegar esta medalha de ouro. Vamos lutar até o final.”
 
Programação da Ginástica Rítmica em Lima-2019
 
Dia 4 (domingo)
18h – Finais por aparelho individual (arco e bola)
20h – Finais por aparelho conjunto (cinco bolas)
Dia 5 (segunda-feira)
15h – Finais por aparelho individual (maças e fita)
17h – Finais por aparelho conjunto (3 arcos e 2 pares de maças)
* Observação (horário de Brasília)
 
As convocadas
 
Individual
• Natalia Gaudio
• Barbara Domingos
Conjunto
• Deborah Medrado
• Camila Rossi
• Nicole Pircio
• Vitória Guerra
• Beatriz Linhares
 
Treinadoras
• Camila Ferezin (conjunto)
• Monika Queiroz (individual)
 
Chefe de Equipe 
Bruna Martins
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook