Matheus Tavares e Flavio Castro vencem 71º Brasileiro de Snipe | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Matheus Tavares e Flavio Castro vencem 71º Brasileiro de Snipe

Matheus Tavares e Flavio Castro vencem 71º Brasileiro de Snipe / Foto: Will Carrara

Salvador - O 71º Campeonato Brasileiro de Snipe terminou neste sábado (25) no Yacht Club da Bahia (YCB), em Salvador (BA), com o título principal da dupla Matheus Tavares e Flavio Castro. Os velejadores superaram os bicampeões mundiais Bruno Bethlen e Dante Bianchi com apenas três pontos de vantagem. A medalha de bronze foi para os baianos Juliana Duque e Rafael Martins.
 
A competição, que contou com mais de 40 duplas, teve apenas sete regatas devido à falta de ventos durante parte da semana na Baía de Todos-os-Santos. Apenas um descarte do pior resultado foi computado. ''Sabíamos que ia ser competitivo, mas eram muitos nomes fortes na raia, assim como os bicampeões mundial Bruno Bethlen e Dante Bianchi, que ficaram em segundo pouco atrás de nós'', disse o baiano Matheus Tavares, campeão mundial de Snipe de 2015.
 
''Conseguimos ser competitivos em todas as regatas, com exceção de uma. Foram realizadas apenas sete e teve apenas um descarte. Por isso velejamos com a corda no pescoço. Fizemos uma média boa e seguramos a onda no final''.
 
O velejador subiu no lugar mais alto do pódio em brasileiros pela segunda vez. Em 2016, Matheus Tavares ganhou o evento ao lado de Gustavo Carvalho. Já o resultado em Salvador (BA) foi o primeiro título nacional do carioca Flavio Castro na categoria principal. A dupla foi formada na última hora para correr o campeonato de Snipe. ''Muito feliz pelo Flavio Castro. É um cara dedicado e participativos na classe. Já estava na hora de conquistar esse título'', completou Matheus Tavares.
 
O Brasileiro de Snipe premiou também os baianos Juliana Duque e Rafael Martins como vencedores entre as duplas mistas. Na dupla júnior, a medalha de ouro foi para Gustavo Abdulklech e João Petersen. O timoneiro carioca foi recentemente campeão mundial jr, em Ilhabela (SP).
 
A competição contou com as principais flotilhas estaduais do País, como Natal, Maceió, Aracaju, Salvador, Vitória, Rio e Niterói, Ilhabela, Santos, Guarapiranga, Florianópolis e Porto Alegre. ''Sempre bom destacar a forte presença das flotilhas de outros estados, que fizeram um esforço tremendo para realizar esse campeonato em Salvador. Foi uma competição muito forte e de qualidade, com realização importante do YCB'', contou Paola Prada, secretária nacional da classe Snipe. 
 
As condições atípicas de meteorologia em Salvador (BA) na semana passada marcaram a competição. A capital baiana tradicionalmente tem vento nessa época do ano, mas desta vez exigiu muitas mudanças de cronograma para os responsáveis pela montagem das raias.
 
''Terminamos com duas regatas com ventos leste na parte da tarde. Tentamos fazer pela manhã, mas rondou muito. Salvador é lindo, maravilhoso e água limpa, mas com muita correnteza e pouco vento. Foi um enorme desafio, mas conseguimos'', explicou Cuca Sodré, presidente da Comissão de Regatas.
 
Lista de campeões
 
1949 - Joseph William Morris Brown / Peter Mac Gregor
1951 - Paulo Von Schilgen/ Jorge Burns
1952 - Ademar Bezerra de Melo/ Arnaldo Bastos
1955 - Gabriel Gonzales / Nelson Piccolo
1956 - Gabriel Gonzales / Nelson Piccolo e Alfredo Bercht / Eduardo Jacobson
1957 - Kurt Keller / Sérgio Christo
1958 - Gabriel Gonzales / Nelson Piccolo
1959 - Gabriel Gonzales / Nelson Piccolo
1960 - Gabriel Gonzales / Nelson Piccolo
1965 - Axel Schmidt / Erik Schmidt
1966 - Nelson Piccolo / Carlos Lorenzi
1967 - Nelson Piccolo / Carlos Lorenzi
1968 - Cristiano Pontes / José Pontes
1970 - Axel Schmidt / Arnaldo Caldas
1971 - Gastão Altmayer / Host Brandau
1974 - Marco Aurélio Paradeda / Reiner Weipercht
1975 - Marco Aurélio Paradeda / Herbert Heidrich
1976 - Marco Aurélio Paradeda / Luiz Penjovic
1978 - Ivan Pimentel / Alex Weil
1979 - Boris Ostergrin / Ernesto Naugenbauer
1980 - Torben Grael / Lars Grael
1981 - Torben Grael / Lars Grael
1982- Pedro Bulhões / Ricardo Stabile
1983 - Paulo Santos / Marçalo Santos
1984 - Paulo Santos / Cássio Ashauer
1985 - Paulo Santos / Cássio Ashauer
1986 - Paulo Santos / Cássio Ashauer
1987 - Torben Grael / Luiz Marcelo Maia
1989 - Paulo Santos / Ricardo Santos 
1990 - Torben Grael / Anders Schmidt
1992 - Alexandre Paradeda / Caio Vergo
1993 - Ivan Pimentel / Anders Schmidt 
1994 - George Nehm / Fernando Krahe
1995 - Alexandre Paradeda / Flávio Fernandes
1996 - Alexandre Paradeda / Flávio Fernandes
1997 - Alexandre Paradeda / Flávio Fernandes
1998 - Alexandre Paradeda / Flávio Fernandes
1999 - André Otto Fonseca / Rodrigo Duarte
2000 - André Otto Fonseca / Rodrigo Duarte
2001 - Alexandre Paradeda / Eduardo Paradeda
2002 - Ivan Pimentel / Felipe Novelo
2003 - Bruno Bethlem / Dante Bianchi
2004 - Alexandre Paradeda / Roberto 
2005 - Bruno Bethlem / Pedro Tinoco 
2006 - Bruno Bethlem / Dante Bianchi
2007 - Bruno Bethlem / Dante Bianchi
2008 - Bruno Bethlem / Dante Bianchi
2009 - Bruno Bethlem / Dante Bianchi
2010 - Bruno Bethlem / Dante Bianchi
2011 - Alexandre Paradeda / Gabriel Kieling
2012 - Bruno Bethlem / Dante Bianchi
2013 - Bruno Bethlem / Dante Bianchi
2014 - Alexandre Paradeda / Gabriel Kieling
2015 - Alexandre Paradeda / Lucas Aydos
2016 - Mateus Tavares / Gustavo Carvalho
2017 - Alexandre Paradeda / Lucas Mazim 
2018 - Alexandre Paradeda / Lucas Mazim 
2019 - Alexandre Paradeda / Gabriel Kieling
2020 - Matheus Tavares / Flavio Castro
 
Veja Também: 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook