Corrida do Lacre Amigo colore Beira-mar de Floripa

Apesar do frio de 8ºC, Junta e Vai reuniu 3 mil atletas na manhã deste domingo, no Estreito / Foto: Thiago Mangrich/Divulgação Apesar do frio de 8ºC, Junta e Vai reuniu 3 mil atletas na manhã deste domingo, no Estreito / Foto: Thiago Mangrich/Divulgação

Florianópolis - Três mil corredores pularam da cama cedinho e mesmo com frio de 8ºC para colorir de amarelo as ruas da Avenida Beira-mar do Estreito, em Florianópolis, na manhã deste domingo, 7 de julho. 
 
Eles participaram da Junta & Vai - Corrida do Lacre Amigo, prova com 4k e 8k de corrida, 4k de caminhada e corridinha kids que teve como objetivo promover a campanha de arrecadação de lacres de alumínio, incentivar a sustentabilidade, a solidariedade e a inclusão social.
 
Evento patrocinado pela Arteris - empresa concessionária de rodovias em todo o Brasil - a Junta & Vai nasceu com a pretensão de mostrar uma empresa diferente. “Um dos grandes pontos da prova é promover a integração com a sociedade. Além disso, a corrida mostra que, em parceria com o Rotary Internacional, podemos fazer o bem para entidades que estão precisando de cadeiras de rodas”, explica Cesar Sass, diretor superintendente da Arteris Litoral Sul, enaltecendo a maciça participação dos colaboradores-atletas da concessionária no evento e da prova como a promoção de bons momentos em família.
 
Desde que a campanha do Lacre Amigo foi criada, mais de 500 cadeiras de rodas já foram entregues em todo o Brasil. Só em Santa Catarina foram 190 cadeiras. Na Junta & Vai de Florianópolis, a “cereja do bolo” do evento foi a entrega de duas cadeiras de rodas ao Grupo de Arte e Cultura Querência Açoriana, que reuniu 280 garrafas PET com lacres - a cada 140 garrafas pet de dois litros cheias de lacres de alumínio a campanha doa uma cadeira de rodas. “Desde 2013 iniciamos a arrecadação dos lacres. Incentivamos nossos 90 componentes a participar e contamos com o apoio da comunidade. Já conseguimos receber 11 cadeiras de rodas, que foram destinadas às pessoas idosas e carentes da nossa cidade”, considera Maria Beatriz Brustolin Giaretta, representante da entidade sem fins lucrativos. 
 
Além dos lacres, o grupo promove também campanhas para arrecadar agasalhos, livros, fraldas geriátricas e leite. “Essa é a nossa forma de tentarmos mudar um pouco o mundo”, avalia Beatriz. 
 
Promoção da inclusão social - Entre os atletas que participaram da prova, estavam os integrantes do Instituto Paulo Escobar (IPE), cuja sigla também significa Inclusão pelo Esporte. O projeto, que começou em 2016 com quatro atletas, já chegou a levar 30 portadores de deficiência a corridas de rua. “Começamos em 2016 e desde então não paramos mais. Não tem preço promover a alegria de outras pessoas. Não consigo mais correr sozinho”, conta Paulo Demétrio, vice-presidente da entidade. Todos os participantes do grupo fizeram muito bonito no evento e mostraram que a limitação está na cabeça de quem os exclui.
 
Evento para todas as idades - Do alto dos seus 55 anos, Aderaldo Ramos do Nascimento ostentava duas brilhantes medalhas no peito. A de participação, que todos os atletas que terminam a prova recebem, e o medalhão dourado, que dava o recado: ele foi o primeiro colocado na categoria. “Evento muito bonito, bem organizado, e que ainda promove uma boa causa. Não tem como não gostar. No próximo ano estarei aqui novamente”, diz ele.
 
Kelly Cristina Gesser, que fez aniversário na sexta-feira, aproveitou a Junta & Vai para comemorar a data. Ela, o marido e os filhos pularam cedinho da cama e venceram o frio intenso para participar da prova. “Foi minha estreia nos 8k. Fiquei muito feliz porque além de tudo pude trazer os meus pequenos para a prova - Pedro Gesser Luiz, seis anos, e Lucas Gesser Luiz, quatro. Enquanto eu corria, eles ficaram com o papai, que veio dar todo o suporte para que pudéssemos estar aqui”, festeja ela, agradecendo ao marido Franco pelo companheirismo. 
 
Outras provas para arrecadação dos lacres - Este é o segundo ano da Corrida Junta & Vai. A primeira edição do evento ocorreu em Joinville (SC), em 2018, e contou com a participação de 800 pessoas. Na prova de 2019 na mesma cidade, realizada no último dia 26 de maio, 1.700 pessoas marcaram presença. Depois da Capital catarinense, chegará a vez de São Paulo receber a prova. As inscrições para o evento na capital paulista abriram em maio e se esgotaram em menos de duas horas. Mais de 5 mil pessoas garantiram a participação no evento, que ocorrerá  em 22 de setembro.
 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook