Nado sincronizado brasileiro é campeão de tudo em Assunção

Sul-Americano Absoluto de Esportes Aquáticos 2016 / Foto: Divulgação CBDASul-Americano Absoluto de Esportes Aquáticos 2016 / Foto: Divulgação CBDA

Paraguai - A seleção brasileira de nado sincronizado encerrou na noite deste sábado, 19/3, sua participação no Sul-Americano de Esportes Aquáticos, no Centro Aquático Nacional, de Assunção, no Paraguai. 
 
O domínio verde-amarelo foi total com o Brasil conquistando ouro nas provas olímpicas de dueto e equipe, e nas não olímpicas solo, rotina livre combinada (combo) e no estreante dueto misto. Este último, disputado agora como esporte-exibição, só deverá entrar no programa da competição na próxima edição, em 2018.
 
O último dia de competição teve a prova de rotina livre de equipes. Com o tema "Carnaval", as brasileiras marcaram 81,4333 pontos, deixando as colombianas em segundo com 78,5000. Na soma das coreografias livre e técnica, o Brasil foi campeão com 161,7082 pontos. A prata e o bronze ficaram com Colômbia (155,4431) e Argentina (151,7484). Aliás, o Brasil ficou em primeiro na maioria das rotinas, só ficando atrás da Colômbia na rotina técnica do dueto misto e na livre do solo, mas vencendo no somatório delas. 
 
A equipe livre do Brasil foi formada por Duda Miccuci (nova capitã da equipe brasileira), Luisa Borges, Lara Teixeira, Lorena Molinos, Maria Bruno, Maria Clara Lobo Coutinho, Branca Feres e Beatriz Feres (reservas: Sabrine Lowy e Pamela Nogueira).
 
O Sul-Americano Absoluto ainda terá as disputas de polo aquático masculino (de 22 a 26/3) e de natação (de 30 de março a 3 de abril). Não haverá o torneio de polo feminino por número insuficiente de países inscritos. Todas estas competições serão no Centro Aquático Nacional, mesmo local onde também acontecerá o torneio de saltos ornamentais, na segunda quinzena de abril. As Maratonas Aquáticas aconteceram na cidade de Lambare, também no Paraguai, no período de 10 a 13 de março. 
 
Seleção Brasileira
 
Atletas: Luisa Borges, Maria Eduarda Miccuci, Lara Teixeira, Lorena Molinos, Beatriz Feres, Branca Feres, Maria Bruno, Pamela Nogueira, Juliana Damico, Maria Clara Lobo Coutinho, Sabrine Lowy, Giovana Stephan e Renan Alcântara 
Técnicas: Maura Xavier / Magali Cremona / Glaucia Soutinho
 
Resultados:
 
Dia 19/3
 
Equipe livre / soma livre + técnica
Ouro = Brasil - 81,4333 / 161,7082
Prata = Colômbia - 78,5000 / 155,4431
Bronze = Argentina - 75,7000 / 151,7484
 
Dia 18/3
 
Dueto Misto livre
Ouro = Brasil (Renan Alcântara e Giovana Stephan) - 142,5461
Prata = Colômbia (Jhair Galeano Ospina e Ingrid Ortiz) - 139,6493
 
Solo livre + técnico
Ouro = Lara Teixeira - Brasil - 158,2598
Prata = Mónica Arango Estrada - Colômbia - 155,5559
Bronze = Etel Sánchez - Argentina - 153,5118
 
Dueto livre + técnico
Ouro = Luisa Borges e Duda Miccuci - Brasil - 161,5946
Prata = Mónica Arango Estrada e Estefania Alvarez Piedrahita - Colômbia - 159,4258
Bronze = Etel Sánchez e Sofia Sanchez - Argentina - 157,6547
 
Dia 17/3
 
Dueto técnico
1- Brasil (Luisa Borges & Duda Miccuci) - 80,9946
2- Colômbia - 79,5591
3- Argentina - 78,6547
4- Chile - 72,5247
5- Venezuela - 71,9715
6- Peru - 69,6377
 
Combo
Ouro = Brasil - 82 6667
Prata = Colômbia - 77,7333
 
Dueto misto Técnico
1 Colômbia - 68,9160
2 Brasil (Giovana Stephan & Renan Alcântara) - 68,4106
 
Dia 17/3
 
Solo Técnico
1- Brasil - Lara Teixeira - 79.5598
2- Argentina - Etel Sanchez - 76.7785
3- Colômbia - Estrada Arango - 76.7559
 
Equipe Técnica
1 Brasil - 80.2749
2- Colômbia - 76.9431
3- Argentina - 76.0484
4- Chile - 72.6156
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook