Ana Cláudia bate o recorde dos 100m do Ibero-Americano | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Ana Cláudia bate o recorde dos 100m do Ibero-Americano

Ana Claudia Lemos vence os 100 m / Foto: Marcelo Machado / CBAt

Rio de Janeiro - A brasileira Ana Cláudia Lemos ganhou nesta sexta-feira a medalha de ouro nos 100 m feminino do Campeonato Ibero-Americano de Atletismo, no Estádio Ícaro de Castro Mello, no Ibirapuera, em São Paulo. Com 25º de temperatura e 0.0 m/s de vento, ela completou a prova em 11.13, estabelecendo novo recorde do torneio. O anterior era da cubana naturalizada mexicana Liliana Allen, com 11.26, desde a edição realizada em Lisboa, em 1998.
 
"Tive um início de temporada difícil. Nos últimos nove meses fiz apenas um tiro para me classificar para o Ibero por causa de lesões no joelho, na sola do pé e uma fratura no dedinho", lembrou a velocista cearense radicada em São Paulo. "Estava sem parâmetro, mas fiquei feliz com o resultado. Tenho de agradecer muito a todos os que me ajudaram a voltar. Nossa, chorei muito e o pessoal todo me ajudou."
 
Na mesma prova, Franciela Krasucki terminou em terceiro lugar, com 11.43, atrás da colombiana Eliecit Palacios Santos, medalha de prata, com 11.40. "Claro que queria um resultado melhor. Saio daqui pouco satisfeita, mas tranquila. Tentei fazer o melhor", comentou Franciela.
 
Na prova masculina, o peruano Andy Martinez Chiroque foi o vencedor, com 10.30 (0.6), novo recorde da prova em seu país. Jorge Henrique Vides terminou com a prata, com 10.31, seguido do colombiano Isidro Montoya Valencia, com 10.32.
 
"Me desequilibrei na largada e tive de fazer uma prova de recuperação. Fiquei chateado na chegada, quando vi que não havia vencido, mas o esporte é assim mesmo", afirmou o carioca, que tem 10.28 como recorde pessoal. Ele corre ainda os 200 m e o revezamento 4x100 m.
 
No salto em altura feminino, o Brasil ganhou duas medalhas. Foi ouro com Mônica Araújo, com 1,82 m, e bronze com Tamara Alexandrino, com 1,75 m. A argentina Betsabe Paez, com 1,75 m, ficou com a prata.
 
Nos 3.000 m feminino, Juliana Paula Gomes dos Santos conquistou a medalha de ouro, com 9:19:80. "Estou muito feliz. Tive alguns problemas, com uma lombalgia, mas na prova me senti bem. Agora é descansar um pouco e tentar outro bom resultado nos 1.500 m", comentou Juliana, casada com o maratonista Marilson Gomes dos Santos e mãe de Miguel de 3 anos. "Além dos treinos na pista, tenho uma movimentação garantida com o Miguel. Ele não para um minuto", completou, sorrindo.
 
A colombiana Muriel Coneo Paredes conquistou a prata, com 9:22.10, seguido da peruana Eliona Delgado Castro, com 9:23.10. A brasileira Tatiela Roberta de Carvalho terminou em quinto lugar, com 9:32.91.
 
No salto em distância, Eliane Martins ficou com a medalha de bronze, com 6,31 m (1.1). O ouro foi para a espanhola Juliet Itoya, com 6,64 m (0.0) e a prata para a equatoriana Juliana Elizabeth Jama, com 6,33 m (-0.6).
 
Outra medalha de bronze foi conquistada por Carlos Antônio dos Santos, nos 3.000 m, com 8:01.19. O ouro e a prata foram para o mexicano Juan Luis Nieves (7:59.50) e o equatoriano Bayron Piedra (7:59.55).
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook