Claudinei Quirino e Sandro Viana vão ao Haiti | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Claudinei Quirino e Sandro Viana vão ao Haiti

Claudinei Quirino e Sandro Viana participam da Jornada pela Paz, no Haiti / Foto: Bruno Miani/CBAtClaudinei Quirino e Sandro Viana participam da Jornada pela Paz, no Haiti / Foto: Bruno Miani/CBAtManaus - Levar o esporte a um país que sofre com os efeitos do terremoto do ano passado e dar esperança a um povo que pouco ou nada tem. Essa é a missão dos atletas que viajarão ao Haiti nesta terça-feira 18 pela Jornada Haitiana Pela Paz, organizada pela ONU/Exército Brasileiro/ONG Viva Rio/Prefeitura de Manaus).

Na comitiva estão dois nomes do atletismo: o ex-velocista paulista Claudinei Quirino, medalhista olímpico no 4x100 m e vice-campeão mundial dos 200 m, e o amazonense Sandro Viana, campeão pan-americano de revezamento 4x100 m. Na bagagem, muita vontade de ajudar.

"Fiquei muito feliz com o convite feito pela Secretaria de Esportes de Manaus. Primeiro porque essa é uma missão muito importante. Tenho certeza que essa viagem será um sucesso e que deixaremos nossa semente plantada naquele lugar. O Haiti ainda terá novamente atletas campeões", comentou Sandro, 4º no revezamento na Olimpíada de Pequim 2008.

Um dos maiores velocistas da história do atletismo brasileiro, Claudinei Quirino, admite estar nervoso com a viagem. "Nunca fui a um país nestas condições, então estou ansioso com a viagem", afirmou Claudinei, que ficou bastante entusiasmado ao ser chamado para a missão. "Recebi o convite da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e encarei esse chamado como se fosse uma convocação para a seleção brasileira. Parece que estou indo para a minha primeira Olimpíada", disse.

Claudinei é dono de uma das histórias mais inspiradoras do esporte brasileiro. Viveu em um orfanato até os 17 anos, e não fosse o esporte, poderia ter seguido um caminho bem diferente. "Quando morava no orfanato, não tinha nenhuma perspectiva de futuro. Com o atletismo, aprendi a ganhar e a perder, a repartir e a trabalhar em grupo. Vou tentar passar esses valores", disse o ex-atleta. "Se hoje sou uma pessoa melhor, é por causa do esporte."

Sobre a Jornada Haitiana do Esporte pela Paz

Um ano após o terremoto que devastou o Haiti em janeiro de 2010, a ONG Viva Rio, Exército Brasileiro, ONU e a Prefeitura de Manaus unem forças para realizar a Jornada Haitiana do Esporte pela Paz. A missão, que visa estabelecer paz e crescimento do país mais pobre das Américas por meio do esporte, deixará legados para a cidade de Porto Príncipe. Além de um dia de atividade física para as crianças e corrida pedestre de 6 km para os adultos, a ONG Viva Rio inaugurará o Centro Esportivo Pérolas Negras. Os eventos serão realizados nos dias 22 e 23 deste mês.

A ONG Viva Rio vai inaugurar no dia 22 o centro de treinamento. O local conta com dois campos oficiais de futebol, dois campos de futebol society, uma quadra poliesportiva, piscina, refeitórios, academia de musculação, duas casas para treinadores e alojamento para 96 atletas. O Pérolas Negras será destinado à formação de atletas haitianos.

No dia 23, a cidade de Porto Príncipe vai se transformar numa verdadeira capital do esporte. Idealizada pelo capitão Bernardo Corrêa Netto, do 2º Batalhão de Infantaria de Força de Paz (Brabatt 2), a Jornada Haitiana pela Paz reunirá 500 pessoas (400 haitianos e 100 brasileiros) em uma corrida e mais 150 crianças na praça de esporte que será montada na sede da Viva Rio, em Porto Príncipe.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook