Brasil mantém a hegemonia no Sul-Americano de Ginástica Artística

Seleção Brasileira de Ginástica Artística Masculina - Sul- Americano - Chille   / Foto: Divulgação/CBGSeleção Brasileira de Ginástica Artística Masculina - Sul- Americano - Chille / Foto: Divulgação/CBG

Chile - A Ginástica Artística Masculina do Brasil obteve um excelente aproveitamento ao final do Campeonato Sul-Americano da modalidade, encerrado neste final de semana em Santiago, no Chile. A Seleção Brasileira conseguiu confirmar sua hegemonia no continente, conquistando seis das oito medalhas de ouro possíveis. No total, foram dez pódios obtidos pela equipe brasileira na competição.
 
Na sexta-feira (21), o Brasil assegurou os dois primeiros títulos: por equipes e o Individual Geral, com Francisco Barreto Júnior. Nesta prova, inclusive, houve uma dobradinha brasileira, após Arthur Nory terminar na segunda colocação.
 
No sábado (22), os brasileiros também fizeram bonito nas finais individuais. No solo, ouro e bronze com Lucas Bittencourt e Tomas Rodrigues Florêncio, respectivamente; nas argolas, ouro para Lucas Bittencourt; no cavalo com alças, ouro para Péricles Silva; na paralela, bronze de Péricles Silva; e nova dobradinha na barra fixa, com Arthur Nory (ouro) e Lucas Bittencourt (prata).
 
Chefe da delegação e um dos treinadores da equipe, Robson Caballero fez uma avaliação positiva da participação no Sul-Americano. “No primeiro dia tivemos algumas falhas que nos deixaram atrás da Colômbia. Já no segundo dia os meninos responderam superbem após a conversa que tivemos, e conseguiram superar os adversários. Eles tiveram um bom desempenho que gerou um resultado positivo, não só tecnicamente, mas também na parte psicológica, melhorando a confiança e autoestima”, afirmou Caballero.
 
Resultados 
 
Individual geral
1º Francisco Barreto Júnior (BRA) – 80,100
2º Arthur Nory (BRA) – 80,050
3º Andres Martinez (COL) – 78,600
 
Equipe
1º Brasil – 317,550
2º Colômbia – 313,050
3º Venezuela – 298,750
 
Solo
1º Lucas Bittencourt (BRA) – 13,300
2º Victor Eduardo Rios (URU) – 13,167
3º Tomas Rodrigues Florêncio (BRA) – 13,100
 
Argolas
1º Lucas Bittencourt (BRA) – 13,767
2º Yamit Didier (COL) – 13,600
3º Jose Jostyn Fuenmayor (VEN) – 13,433
 
Cavalo com alças
1º Péricles Silva (BRA) – 13,600
2º Augusto Jesus Moreto (PER) – 13,267
3º Santiago Mayol (ARG) – 13,133
 
Salto
1º Alejandro Agüero (PER) – 13,900
2º David Jose Toro (COL) – 13,700
3º Alexander Puentes (VEN) – 12,983
 
Paralelas
1º Jose Jostyn Fuenmayor (VEN) – 13,633
2º Carlos Calvo (COL) – 13,633
3º Péricles Silva (BRA) – 13,400
 
Barra fixa
1º Arthur Nory (BRA) – 14,367
2º Lucas Bittencourt (BRA) – 13,800
3º Javier Sandoval (COL) – 13,167
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook