Juliana garante a vaga para a sua quinta Olimpíada

Juliana Veloso e Andréia Boehme (treinadora)  / Foto: Satiro Sodré / SSPress / CBDAJuliana Veloso e Andréia Boehme (treinadora) / Foto: Satiro Sodré / SSPress / CBDA

Rio de Janeiro - A saltadora Juliana Veloso garantiu nesta 2ª feira, 22/2, pela 5ª vez sua participação em Jogos Olímpicos ao ficar em 9º lugar nas eliminatórias do trampolim de 3 metros na 20ª Copa do Mundo de Saltos Ornamentais, que vai até a próxima quarta-feira, 24/2. 
Juliana marcou 315,50 pontos, melhorando a pontuação de seus cinco saltos em relação ao Mundial de Kazan/2015, quando terminou em 43º, com 213,75 pontos. Nos saltos ornamentais do Brasil, a presença em cinco edições dos Jogos Olímpicos é um recorde. 
 
Agora, as 18 melhores saltadoras das preliminares disputam a semifinal, a partir das 16h desta 3ª feira, 23/2, e quem ficar entre as 12 mais bem colocadas disputam a final no mesmo dia, às 20 horas. Ainda hoje (seg) acontece a semifinal da versão masculina do trampolim de 3m (16h), com a presença do brasiliense César Castro. 
 
"Foi um bom campeonato. E esta vaga é minha. O índice, se me lembro bem, é de 289 pontos e alguém podia conseguir uma pontuação 5% maior no Troféu Brasil, em maio, caso eu não fizesse aqui. Mas consegui e estou garantida em minha 5ª Olimpíada. Talvez, eu sinta este negócio de recorde de participação, caia a ficha, quando parar, mas agora nem penso nisto, é apenas mais uma Olimpíada. Estou feliz em ter conseguido um patrocínio antes da Copa do Mundo, que sinto como um reconhecimento. E estou feliz por ter garantido a vaga na piscina e não por ser do país-sede. Minha meta agora é chegar a final, estar entre as 12 melhores. Já bati na trave uma vez, quando fiquei em 13º e agora quero superar isto",  concluiu Juliana, 35 anos, que oscilou entre a 8ª e 10ª colocação durante seus saltos. 
 
A outra brasileira na prova, a novata paraibana Luana Lira (que fará 20 anos em 5 de março) terminou na 37ª posição entre 54 competidoras em sua primeira Copa do Mundo. Luana totalizou 232,65 pontos, marcando 54,60, 44,55, 42,50, 35,00 e 58,00 pontos em seus cinco saltos. Na primeira rodada obteve sua melhor colocação nas seletivas, ficando em 23º. A melhor colocação das eliminatórias ficou com a veterana Tania Cagnotto, da Itália, de 30 anos, com 348,65 pontos. Cagnotto conquistou dois bronzes na Copa do Mundo de 2012, em Londres, no trampolim de 3m individual e sincronizado. No Mundial de Kazan/2015, ela foi campeã mundial na prova não-olímpica do trampolim de 1 metro. 
 
As pontuações de Juliana nas eliminatórias de hoje foram 64,50, 63,00, 62,00, 67,50 e 58,50. Nos mesmos saltos, mesmo que em ordem invertida, a atleta carioca marcou em Kazan, 42,00, 58,50, 23,25,52,50 e 37,50. Perguntada se mudará alguma coisa, se terá um salto novo ou um aumento no grau de dificuldade nos Jogos Olímpicos, Juliana brincou que a última mudança será nas notas, pois "vou conseguir nota 8 em todos".
 
PROGRAMAÇÃO
 
2ª feira - 22/2
16h às 18h - Semifinal Trampolim 3m Masc (18 atletas)
20h às 21h30 - Final Trampolim 3m Masc (12 atletas)
 
3ª feira - 23/2
10h às 14h - Eliminatórias Plataforma Masc
16h às 18h - Semifinal Trampolim 3m Fem (18 atletas)
20h às 21h30 - Final Trampolim 3m Fem (12 atletas)
 
4ª feira - 24/2
10h às 12h - Semifinal Plataforma Masc (18 atletas)
14h às 15h30 - Final Plataforma Masc (12 atletas)
 
Veja Também: 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook