Atletismo começa e marca nova abertura dos Jogos do Rio 2016

Treze brasileiros entram na pista do Estádio Olímpico Engenhão nesta sexta-feira / Foto: Maiara Batista/CBAtTreze brasileiros entram na pista do Estádio Olímpico Engenhão nesta sexta-feira / Foto: Maiara Batista/CBAt

Rio de Janeiro - Na formatação atual, muitos observadores da cena esportiva internacional entendem que os Jogos Olímpicos contam com duas grandes festas de abertura. A primeira é a oficial, com discurso das autoridades, quando os Jogos são declarados abertos.
 
No entanto, não é exagero afirmar que há também uma segunda inauguração, que acontece quando começa o torneio de Atletismo. E nos Jogos do Rio 2016, as disputas atléticas serão iniciadas nesta sexta-feira (dia 12), no Estádio Olímpico do Engenhão, com 18 provas, entre preliminares, qualificação e finais. A exceção da marcha, que será realizada em circuito montado na orla da praia do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes.
 
A prova que abre o Programa de Atletismo dos Jogos do Rio leva as atenções à Grécia Antiga, mãe das Olimpíadas. Isto porque, naqueles tempos, apenas provas atléticas eram disputadas. Primeiro era a stadium, uma corrida de aproximadamente 200 m. Depois entraram os lançamentos do disco e do dardo, depois o pentatlo e só mais tarde as lutas e as disputas equestres.
 
E o lançamento do disco abre o torneio de Atletismo, com a prova de qualificação do Grupo A, a partir das 09:30. A disputa do Grupo B começará às 10:55 e terá entre os participantes o alemão Robert Harting, campeão olímpico e tricampeão mundial da prova. Ele tem a melhor marca entre todos os inscritos, com 70,66 m.
 
Chamado de esporte olímpico essencial o que se diz é que os Jogos acontecem se têm o torneio atlético. Sem o Atletismo, porém, não há Olimpíada. Nestes XXXI Jogos das Olimpíadas Modernas, cerca de dois mil atletas de 205 nações estão inscritos. Entre eles, 67 brasileiros, a maior delegação do esporte na história olímpica do Brasil. Quem primeiro entra na pista do Engenhão da equipe nacional é Vanessa Chefer Spinola, que às 09:35 disputa os 100 m com barreiras, a primeira prova do heptatlo (em texto à parte, apresentamos os brasileiros que estreiam nesta sexta-feira).
 
O Programa Oficial do Atletismo conta com 47 provas, 24 masculinas e 23 femininas. Apenas uma disputa é unicamente para homens: a marcha de 50 km. O esporte, portanto, distribui 141 medalhas. Neste primeiro dia, teremos três provas finais: 10.000 m feminino, 20 km marcha masculina e arremesso do peso feminino. O Brasil terá Tatiele de Carvalho nos 10.000 m; os marchadores Caio Bonfim, José Alessandro Bagio e Moacir Zimmermann nos 20 km; e a arremessadora Geisa Arcanjo no peso.
 
"Vivemos um grande momento", comemora o presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, José Antonio Martins Fernandes, o Toninho. "Começa agora o torneio de Atletismo da primeira Olimpíada disputada em um país da América do Sul", prossegue. "Pudemos oferecer a melhor preparação aos nossos atletas, agora vamos torcer para que todos obtenham seus melhores resultados aqui", conclui o dirigente.
 
O superintendente de alto rendimento da CBAt, Antonio Carlos Gomes, lembra que "o primeiro objetivo é que os atletas façam suas melhores marcas da temporada nos Jogos. Depois, a luta é para os atletas chegarem à final em suas provas. E aí, sim, a luta por medalhas".
 
Noticiário do Brasil, Programa Horário, história olímpica, brasileiros medalhistas, lista de todos os brasileiros olímpicos estão no Site da CBAt para os Jogos de 2016. Acesso pelo link abaixo:
 
http://cbat.org.br/rio2016/default.asp
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook