Brasil ganha o bronze em três categorias do Sul-Americano Juvenil

País evoluiu em relação à última temporada e conquista medalha nas categorias masculino individual, masculino por equipes e duplas mistas / Foto: CBGolfe/DivulgaçãoPaís evoluiu em relação à última temporada e conquista medalha nas categorias masculino individual, masculino por equipes e duplas mistas / Foto: CBGolfe/Divulgação

Argentina - O Brasil voltou neste sábado (23), de Buenos Aires, na Argentina, com a medalha de bronze em três categorias do Sul-Americano Juvenil de Golfe: masculino individual, masculino por equipes e duplas mistas. 
 
O país foi representando por Andrey Borges Xavier, Thomas Choi, Guilherme Grinberg, Meilin Hoshiro, Nina Rissi e Beatriz Junqueira, além do coach Erik Andersson e do delegado Euclides Gusi, presidente da CBGolfe. Toda a equipe viajou ao torneio com apoio da CBGolfe e do COB, via Lei Agnelo Piva.
 
“Nossa equipe se portou muito bem durante todo o torneio, jogou bem, e, vale ressaltar, evoluiu em relação ao último torneio. E é isso que buscamos, uma evolução constante”, ressaltou Euclides Gusi, após a cerimônia de encerramento do torneio.
 
No Sul-Americano Juvenil, cada país teve três representantes, porém contabilizou apenas os dois melhores resultados de cada dia. No torneio masculino, o Brasil se valeu de dois dias excelentes de Andrey, que chegou a colocar a equipe no topo da classificação. No fim, o gaúcho terminou o torneio individual empatado com o argentino Fererico Shin, na T2, com 287 tacadas (70, 69, 74, 74), -1, ficando com o bronze nos critérios de desempate. Os outros dois representantes do país, Choi e Grinberg, terminaram empatados na T16, com 314 tacadas, +26 – (78, 80, 80, 76) e (84, 78, 70, 82), respectivamente. O campeão foi o colombiano Juan Camilo Vesga, que manteve grande regularidade para fechar com 283 (70, 71, 70, 72), -5.
 
Confira a classificação masculina individual clicando aqui 
 
Com isso, o Brasil terminou o torneio masculino por equipes na T2, empatado com a Colômbia totalizando +13 tacadas. Também pelos critérios de desempate, os brasileiros ficaram com o bronze e os colombianos com a prata. O ouro ficou com os donos da casa, com +1.
 
Confira a classificação masculina por equipes clicando aqui
 
Entre as meninas, a melhor brasileira foi Nina Rissi, 8ª colocada, com 297 (77, 74, 74, 72), +9, evoluindo dia a dia no campo do Nordelta Golf Club. Beatriz Junqueira ficou em 19º lugar, com 316 (80, 74, 76, 86), +28, e Meilin Hoshino em 27º, com 334 (79, 80, 84, 91), +46. O título ficou com a colombiana Maria Jose Bohorquez, com 283 (71, 71, 67, 74), -5.
 
Confira a classificação feminina individual aqui
  
Na somatória de resultados, as brasileiras terminaram em 8º lugar no torneio feminino por equipes, com +36. O título ficou com a Colômbia, com +2. Confira a classificação feminina por equipes aqui
 
O bom desempenho de Andrey e Nina renderam ao Brasil ainda o bronze na disputa de duplas mistas. Eles terminaram com +8 tacadas, contra -1 dos argentinos Federico Shin e Valentina Rossi, e -10 dos campeões, os colombianos Juan Camilo Vesga e Maria Jose Bohorquez.
 
Confira a classificação de duplas mistas aqui
 
 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook