Wrestling brasileiro no Mundial e de olho nas vagas para Tóquio 2020

Lais Nunes em ação nos Jogos de Lima   / Foto: Alexandre Loureiro/COBLais Nunes em ação nos Jogos de Lima / Foto: Alexandre Loureiro/COB

São Paulo - Seis atletas brasileiros disputam a partir de sábado (14/9), às 2h, o Campeonato Mundial de Wrestling 2019, em Nur Sultan, capital do Cazaquistão. O campeonato é a primeira seletiva para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e seis atletas vão representar o Brasil no torneio. No wrestling feminino lutam: Kamila Barbosa até 50kg, Giullia Penalber até 57kg, Lais Nunes até 62kg e Aline Silva até 76kg. Já Sargis Khachatryan até 55kg e Marat Garipov até 60kg lutam no estilo greco-romano. 
 
Para garantir vaga nos Jogos Olímpicos, os atletas precisam terminar entre os cinco primeiros em sua categoria de peso. Logo, o lutador precisa chegar até a disputa de medalhas, já que no wrestling, ao final das disputas existem dois terceiros lugares e dois quintos lugares.
 
“Garantir vaga para os Jogos Olímpicos logo na primeira oportunidade significa modificar a preparação inteira. Conquistei o quinto lugar em 2018, mas cada competição é uma competição, então tenho que procurar fazer o melhor para poder conseguir a classificação”, frisou Lais, atual número dois do ranking mundial, medalhista de bronze nos Jogos Pan-americanos e cabeça de chave em sua divisão de peso neste Mundial.   
 
Sargis Khachatryan é o primeiro a lutar no Mundia e único atleta em uma categoria não olímpica. Ainda em processo final de naturalização, Sargis possui o passaporte esportivo e pode representar o Brasil em torneios internacionais, mas não poderia disputar os Jogos Olímpicos sem estar 100% naturalizado. Já Marat Garipov, natural do Cazaquistão, concluiu o processo em 2016 e vai lutar pelo Brasil, no país onde nasceu.
 
“O wrestling no Cazaquistão é como o futebol para o povo brasileiro. Tenho certeza que os torcedores vão torcer por mim. Sonho lutar os Jogos Olímpicos e quando decidi vir para o Brasil foi para manter esse objetivo vivo. Bati na porta da Confederação pedindo uma oportunidade e me receberam muito bem. Espero retribuir com a vaga”, afirmou Garipov, bronze no torneio Thor Masters, disputado na Dinamarca este ano.
 
Cinco dos seis atletas nacionais participaram do campo de treinamento internacional realizado na mesma cidade do torneio desde o dia 4, sob o comando dos técnicos da seleção Angel Torres Aldama e Nisdany Perez. Aline Silva, medalhista de prata mundial em 2014, chega ao país asiático no dia 15 e completa a delegação. A atleta realizou a reta final de preparação no Canadá e vai tentar repetir o feito de 2015, quando ficou em quinto lugar e assegurou a vaga para os Jogos Olímpicos do Rio 2016.
 
“Estou muito feliz com o apoio recebido aqui no Canadá. Logo depois da prata nos Jogos Pan-americanos de Lima decidi ir para o Canadá para fase final de preparação para o Mundial para aprimorar movimentos dentro do meu estilo de lutar. Os técnicos estão muito atenciosos comigo, especialmente Martine Dugrenier (cinco vezes medalhistas mundial e atualmente treinadora) e sou grata a todos. Estou bem fisicamente e pronta para ver o que vai dar”, projetou Aline, que neste ciclo chegou a ficar dois anos longe das competições internacionais e voltou em 2019, com medalha nos quatro torneios internacionais que disputou, Canada Cup, Torneio Internacional de Sassari, na Itália, no Yasar Dogu, na Turquia e nos Jogos Pan-americanos de Lima.
 
O Campeonato Mundial é a única seletiva olímpica para Tóquio neste ano. Os atletas brasileiros quem não conquistarem a vaga terão mais duas oportunidades em 2020. A seletiva continental que acontece em Otawa, no Canadá, de 13 a 15 de março e na seletiva mundial em Sófia, na Bulgária, de 30 de abril a 3 de maio do próximo ano.
 
Confira a programação do Mundial e quando os brasileiros lutam:
 
Estilo greco-romano
 
Sargis Kahchatryan até 55kg – categoria não olímpica
Eliminatórias 14/9 (sábado) a partir das 2h  
Finais 15/9 (domingo) a partir das 10h
 
Marat Garipov até 60kg – categoria olímpica
Eliminatórias 16/9 a partir das 2h
Finais 17/9 a partir das 10h
 
Wrestling feminino
 
Kamila Barbosa até 50kg – categoria olímpica
Eliminatórias 17/9 a partir das 2h
Finais 18/9  a partir das 9h
 
Giullia Penalber aé 57kg – categoria olímpica
Eliminatórias 18/9 a partir das 2h
Finais 19/9 a partir das 9h
 
Lais Nunes até 62kg – categoria olímpica
Eliminatórias 19/9 a partir das 2h
Finais 20/9 a partir das 9h
 
Aline Silva até 76kg – categoria olímpica
Eliminatórias 18/9 a partir das 2h
Finais 19/9 a partir das 9h
 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook