Campeãs da Areia é atração do próximo domingo no Esporte Espetacular

Pódio World Tour Finals 2019 (Agatha e Duda, Ludwig e Kozuch e Ana Patricia e Rebecca)  / Foto: Divulgação/FIVBPódio World Tour Finals 2019 (Agatha e Duda, Ludwig e Kozuch e Ana Patricia e Rebecca) / Foto: Divulgação/FIVB

Rio de Janeiro - Com o calendário do Circuito Mundial parado desde o final de 2019, os confrontos internacionais terão seu retorno em 2021 no Rio de Janeiro, tradicional casa da modalidade. 
 
No próximo domingo, dia 31 de Janeiro, será realizado o Campeãs da Areia, onde Agatha e Duda e Ana Patricia e Rebecca, principais duplas brasileiras da modalidade, e garantidas nos Jogos Olímpicos de Tóquio, estarão frente a frente com a campeã olímpica Laura Ludwig e sua parceira Maggie Kozuch e com a parceria olímpica do Canadá Heather Bansley e Brandie Wilkerson. Será uma disputa do Brasil contra o mundo em um cenário paradisíaco, aos pés do Pão de Açúcar, na Urca. O evento será realizado pelo Instituto Faz Sport, promovido pela Effect Sport e será transmitido pela TV Globo, dentro do Esporte Espetacular.
 
O Campeãs da Areia teria sua primeira edição em 2020, mas precisou ser cancelado poucos dias antes de sua realização, devido a pandemia do novo coronavírus. Agora, em 2021, os organizadores precisaram passar por um rígido protocolo de normas sanitárias para colocarem quatro das principais duplas de vôlei de praia do mundo em quadra. Uma dessas normas, infelizmente, é a arena sem a presença de público. Mas nada que afete a alegria das estrelas da modalidade em estarem de volta a um torneio internacional.
 
“Estou muito animada para voltar ao Rio, principalmente por causa dessa época louca em que estamos. Será nosso primeiro evento internacional fora da Europa depois do início da pandemia. Viajar para tão longe da Alemanha é definitivamente uma coisa estranha neste momento, mas a equipe inteira está ansiosa para poder ver o sol e pegar um pouco de vitamina D novamente. Sem contar, é claro, para reencontrar o povo brasileiro e jogar vôlei de praia em alto nível”, disse a campeã olímpica Laura Ludwig.
 
A saudade não é um sentimento exclusivo das alemãs. Apesar de o Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia já ter retornado no segundo semestre do último ano, a vice-campeã olímpica Ágatha lembra da saudade das etapas internacionais, que não aconteceram em 2020 devido à pandemia.
 
“A gente está acostumada a jogar entre 10 e 12 torneios internacionais por ano, e ficou aquela carência de competir internacionalmente. Então vai ser muito bom enfrentá-las. Ver como elas estão nesse início de temporada vai ser ótimo”, resumiu.
 
Outra estrela do evento, a cearense Rebecca, atual campeã brasileira ao lado de Ana Patrícia, ressaltou a importância do reencontro com rivais internacionais em um ano de Jogos Olímpicos. Principalmente depois de tanto tempo sem se enfrentarem.
 
“É o ano mais importante da nossa vida, nossa primeira vez disputando uma Olimpíada, e queremos aproveitar todas as chances. No Campeãs da Areia vamos poder ver o nível de outras duplas que só enfrentaríamos no Circuito Mundial e sentir essa adrenalina de novo”, afirmou Rebecca, lembrando da grande novidade promovida pelo evento.
 
“Vou poder jogar novamente no formato de quarteto. Tive uma experiência muito legal em 2019, quando disputei os Jogos Mundiais de Praia. Quero muito sair desse Desafio com a vitória". E a nova maneira de disputa do vôlei de praia também empolga Ágatha. Sem nunca ter atuado no formato de quarteto, a vice-campeã olímpica mostra sua personalidade vencedora e já pensa no entrosamento com a outra parceria brasileira para vencer o “time mundo”.
 
“Nunca joguei quarteto, então estou super curiosa para saber como é jogar com esse formato. Vamos tentar fazer um treino com a Ana Patricia e Rebecca para que possamos nos entender em quadra e montar uma tática. Porque a gente quer ganhar, né? Estou muito animada mesmo. E não só pelo quarteto, mas por podermos também enfrentar times internacionais”, explicou Agatha.
 
Quem também falou da experiência foi a campeã olímpica Ludwig. Ela, que atuará com sua parceira Kozuch e com as canadenses no quarteto internacional, espera poder levar entretenimento ao público. Mas promete jogo duro para as donas da casa.
“Tem muito muito tempo que não jogo em quarteto, mas já joguei antes e foi divertido. Mal posso esperar para jogar com os canadenses. Definitivamente formaremos uma equipe forte e mal posso esperar para encontrá-las e jogar ao lado delas. Também não vejo a hora deixar os brasileiros pegando fogo em quadra novamente”, brincou a alemã.
 
Mas a empolgação e expectativa não ficam só por conta das atletas. A organização do evento trabalhou durante quase um ano para que o projeto não ficasse para trás. E agora poderá presentear o público brasileiro com um desafio de altíssimo nível em uma modalidade super consagrada.
 
“Para a Effect Sport é uma honra promover o retorno do vôlei de praia, no Rio de Janeiro, o principal palco do vôlei de praia no Brasil e no mundo, numa locação de cartão postal e com o reencontro esportivo das finalistas olímpicas Ágatha e Ludwig. Este será um verdadeiro desafio Brasil x Mundo e, às vésperas dos Jogos de Tóquio, acredito que todos os brasileiros estejam curiosos para saber como chegaremos à disputa por mais medalhas nesta modalidade super tradicional, que foi a mais concorrida do público na Rio 2016”, finalizou Marcelo Hargreaves, COO da Effect Sport.
 
Formato de disputa - O Campeãs da Areia terá três sets de 15 pontos. A primeira parcial será entre Ágatha e Duda e as alemãs Ludwig e Kozuch. Na segunda, Ana Patricia e Rebecca encaram as canadenses Heather Bansley e Brandie Wilkerson. Fechando o evento, haverá a disputa em quarteto entre brasileiras e o time mundo.
 
Veja Também: 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook