Quênia descumpre prazo e pode ficar fora da Rio 2016

 Atletas quenianos podem ficar fora da Rio 2016 / Foto: Getty Images Atletas quenianos podem ficar fora da Rio 2016 / Foto: Getty Images

Rio de Janeiro – Foi divulgado nesta sexta-feira, pela BBC, que a Athletics Kenya, associação responsável pelo atletismo no Quênia, perdeu o prazo para apresentar provas à Agência Mundial Antidoping (Wada) de que tem tomado medidas a fim de combater o uso de substâncias ilícitas por seus atletas.
 
Com o descumprimento, a Wada deve ser tolerante e estabelecer um novo prazo para os quenianos se retratarem, caso contrário a chance da Rio 2016 perderem grandes nomes das longas distâncias é grande.
 
A cobrança da Wada veio com força no fim do ano passado, quando uma segunda parte do relatório antidoping preparado pela agência foi divulgado e contava com acusações contra três dirigentes da Athletics Kenya, que teriam desviado fundos da entidade. Autoridades quenianas também foram alvo de denúncias de acobertamento de casos de doping.
 
Oficialmente, a Wada afirma que o Quênia teve “algum progresso” na melhora do processo de controle de doping, mas que ainda “há muito trabalho” para fazer.
 
Uma das principais delegações do atletismo, sobretudo nas provas de longa distância como as maratonas, o Quênia liderou o quadro de medalhas do último mundial da modalidade, em Pequim, no ano passado.
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook